Brasil: Recém-nascida é achada morta com sinais de violência dentro da bolsa da mãe ~ Macaparana Hoje - Informação com agilidade!

AGORA NO BLOG...

sábado, 18 de julho de 2015

Brasil: Recém-nascida é achada morta com sinais de violência dentro da bolsa da mãe


image


Uma jovem de 22 anos será investigada pela Polícia Civil por suspeita de matar a própria filha recém-nascida, em Janaúba, no norte de Minas, na última quinta-feira (16). De acordo com a Polícia Militar, ela procurou o Hospital Fundajan alegando que tinha sofrido um aborto espontâneo aos cinco meses de gestação. No entanto, os médicos e enfermeiros suspeitaram da versão e conseguiram encontrar o corpo do bebê na bolsa da paciente.Os profissionais acionaram a corporação e contaram que a mulher chegou à instituição através do serviço de urgência do Samu ainda com a placenta e contou que o suposto aborto havia acontecido na casa donamorado. No entanto, a garota não sabia dizer onde estava o corpo da criança e ainda se recusava a se separar de uma bolsa de couro, chegando a utilizar o objeto como encosto de cabeça no leito em que estava deitadaTestemunhas relataram que uma secretária que acompanhava a jovem tinha visto o recém-nascido e os médicos conseguiram convencer a paciente a entregar a bolsa. Lá dentro, acharam o corpo do bebê, que pesava 2,815 kg. A criança apresentava sinais de violência no pescoço, com marcas de dedos e unhadas.Quando os militares chegaram, o namorado da mulher e a suposta secretária já tinham deixado o hospital.


Conforme a Polícia Civil, a suspeita já recebeu alta e foi encaminhada ao presídio de Janaúba. Ela será ouvida pela delegada Glênia Aquino nesta tarde. Ainda segundo a corporação, a mãe passará por exames psicológicos para definir se o assassinato pode ter sido motivado por sintomas provocados pela fase puerperal, que se inicia logo após o parto. Caso este fatos seja comprovado, a jovem deverá responder por infanticídio. No entanto, se os exames chegarem à conclusão de que ela estava lúcida, a delegada deverá indiciar a suspeita por homicídio.


O namorado dela já prestou depoimento, mas o teor do relato ainda não foi divulgado. O laudo da necropsia atestou que a criança não morreu na barriga da mãe.






Blog Timbauba Noticias






←  Anterior Proxima  → Página inicial