Japão quer colocar um cinturão de painéis solares na Lua para gerar energia para toda a Terra ~ Macaparana Hoje - Informação com agilidade!

AGORA NO BLOG...

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Japão quer colocar um cinturão de painéis solares na Lua para gerar energia para toda a Terra




O Japão busca alternativas para gerar energia após o incidente em Fukushima.


O país está adotando a energia solar como uma de suas principais formas de geração energética. Pensando nisso, uma ambiciosa empresa está pensando em gerar energia para todo o planeta colocando um cinturão de painéis solares em nosso satélite natural.


O que a Shimizu Corporation planeja é colocar, em linha reta, centenas de milhares de painéis solares que iriam transmitir a energia gerada para a Terra através de radiação de micro-ondas. O projeto, chamado de Luna Ring, pode sair do papel e virar realidade em 2035.


A empresa defende que o projeto forneceria uma “quase” inesgotável forma de geração de energia, além de não ser poluente e trazer prosperidade para a vida no planeta.




Os robôs teriam um papel importantíssimo na construção do cinturão, sendo operados por engenheiros aqui da Terra 24h por dia. Recursos lunares poderiam ser usados para produzir insumos, como a água, através de hidrogênio importado da Terra.O objeto é misturar a água artificial com a terra da própria Lua para fabricar cimento, fibra de vidro, tijolos e outros materiais que serão usados na construção.Ao total, seriam 11.000 km de painéis solares que dariam a volta no equador lunar. A largura do cinturão vai variar, mas pode chegar a 400 km.


Estações seriam construídas no Pacífico para captar essa radiação e convertê-la em energia elétrica com antenas de micro-ondas com mais de 20 km de diâmetro.A ideia é fantástica e seria incrível se conseguisse sair do papel. Para isso, milhares de testes precisam ser feitos, além de um investimento incalculável, tão grande que o Japão certamente não poderia arcar sozinho. Vários países precisariam entrar em acordo e fornecer bilhões para que todos fossem beneficiados.




Jornal Ciência







←  Anterior Proxima  → Página inicial