Escola de São Vicente Férrer comemora resultado do Inep ~ Macaparana Hoje - Informação com agilidade!

AGORA NO BLOG...

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Escola de São Vicente Férrer comemora resultado do Inep


A EREM Coronel João Francisco ficou em terceiro no ranking nacional de escolas públicas com melhores desempenhos no Enem 2014




Os cerca de 17 mil habitantes da simpática cidade de São Vicente Férrer, localizada no Agreste de Pernambuco, não param de comemorar. Nesta quarta-feira (05), o Instituto de Pesquisas e Estudos Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou os dados preliminares do Enem de 2014 e listou as dez escolas públicas do país que tiveram os melhores desempenhos. Entre elas, seis são da Rede Estadual de Pernambuco. Quem lidera o ranking de Pernambuco é a Escola de Referência em Ensino Médio (EREM) Coronel João Francisco, localizada bem no Centro do município.







Bem arborizada e equipada, a escola chamava atenção, principalmente, pelo jardim bem cuidado. "Eu faço questão de mantê-lo impecável. É um trabalho de preservação que nós, professores e alunos, fazemos em conjunto", contou. Ao ouvir a primeira pergunta sobre o resultado do Inep, Cláudia não segurou as lágrimas. "Somos de uma cidade pequena, longe da Capital e estamos esbanjando este título. Já chorei, já perdi o sono, dormi e acordei emocionada com isso. A sensação é de dever cumprido".

Mãe de um bacharel em Direito e um graduando em Engenharia Civil, a gestora da escola almeja o futuro dos filhos para os alunos da escola. "Meus filhos estudaram em colégio particular, mas o ensino da nossa EREM não fica atrás. Aqui, nós preparamos esses adolescentes com os quatro pilares da educação. Aqui, eles vivem a escola e recebem uma introdução da vida. Estamos provando que a educação interdimensional do nosso Estado funciona".










De acordo com Cláudia, 60% dos 270 estudantes são moradores da Zona Rural da cidade. A distância de casa até a escola, que em muitos casos chega a mais de 10km, não é uma pedra no caminho da garotada. "Muitos aqui madrugam para poder assistir aula. São meninos que, diferentemente da nossa juventude, sonham alto e correm atrás. Com essas armas na bagagem e com uma escola que dá subsídios aos seus sonhos, os quilômetros se tornam centímetros”.

É assim que Rozielle Barbosa, 15 anos, estudante do terceiro ano do ensino médio, pensa e pratica. A casa dela fica depois de Siriji, distrito de São Vicente Férrer, e a quase uma hora de distância da instituição de ensino. Todos os dias, a adolescente acorda às 5h da manhã, aluga uma moto até o distrito e, de lá, pega um ônibus até a EREM. "É cansativo, mas estar aqui é recompensador. Desde que entrei nesta escola, as oportunidades na minha vida só aumentaram. Passei cinco meses no Canadá fazendo intercâmbio pelo Programa Ganhe o Mundo, e agora não me vejo menor do que nenhum aluno da rede privada. Sou tão capaz quanto eles", disse, com sorriso largo na boca, acrescentando que o resultado do Inep só estimula mais os estudos.




Lucicleide Ferreira, 16 anos, amiga e colega de sala de Rozielle, apostou na EREM Coronel João Francisco quando foi questionada pelos pais onde gostaria de terminar os estudos. "Muitas pessoas me diziam que era melhor ir para Macaparana, pois lá era maior e o ensino era melhor. Eu nunca acreditei. Agora, o resultado está aí para todo mundo ver. Nós, aqui de uma cidade quase desconhecida, ganhamos o país. E isso tudo é graças aos nossos professores, que tanto se dedicam à gente."

Durante a entrevista, alunos e professores estavam preparando uma passeata pela cidade com direito a carro de som e cartazes. "Nós merecemos, sim. Este é um momento histórico na nossa escola. Mas não vamos parar por aí. Queremos chegar ao primeiro lugar do ranking", declarou a professora de língua portuguesa, Maria Lúcia Paz.

Segundo o Inep, para elaborar a lista das escolas, foram levados em consideração os seguintes critérios: instituições de grande porte; instituições onde mais de 80% dos alunos que também fizeram o exame cursaram todo o ensino médio; e estudantes de nível socioeconômico baixo ou muito baixo.

Confira a lista das escolas:


Escola Estadual de Educação Profissional Padre João Bosco de Lima, do Ceará
Escola de Ensino Fundamental e Médio Dep. Cesário Barreto Lima, do Ceará
Escola de Referência em Ensino Médio Coronel João Francisco, de Pernambuco
Escola de Referência em Ensino Médio João Pessoa Souto Maior, de Pernambuco
Escola de Referência em Ensino Médio Barão de Exu, de Pernambuco
Escola de Referência em Ensino Médio Padre Antônio Barbosa Júnior, de Pernambuco
Colégio Estadual Pedro Calmon, da Bahia
Colégio Estadual Dr. Milton Dortas, de Sergipe
Escola de Referência em Ensino Médio Senador Nilo Coelho, de Pernambuco
Escola de Referência em Ensino Médio Manoel Guilherme da Silva, de Pernambuco





Timbauba  Agora






←  Anterior Proxima  → Página inicial