FOLHA DE SÃO PAULO REVELA: Salgado de São Félix tem o pior ensino desde 2009. ~ Macaparana Hoje - Informação com agilidade!

AGORA NO BLOG...

terça-feira, 18 de agosto de 2015

FOLHA DE SÃO PAULO REVELA: Salgado de São Félix tem o pior ensino desde 2009.




Embora o ensino fundamental tenha melhorado no país, a qualidade da educação piorou em 294 redes municipais desde 2009. Levantamento da consultoria Meritt Educacional, feito a pedido do jornal O Estado de São Paulo, mostra queda do desempenho dos alunos em duas edições consecutivas do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB). Elaborado desde 2007 com base nos dados de fluxo escolar (taxa de aprovação) e médias na Prova Brasil, o indicador é divulgado a cada dois anos.


Nessas cidades, o IDEB caiu na edição de 2013 em comparação com a de 2009. O levantamento revela também tendência de declínio da qualidade, uma vez que 159 redes municipais já haviam registrado índice menor em 2011 em relação a 2009 e 2007. De fato, o número de redes com IDEB baixo cresceu 85%. Em 22 cidades, foram três recuos seguidos.


O estudo foi divulgado pelo jornal O Estado de São Paulo, e nele a região do vale do Paraíba, no Estado da Paraíba, tem duas cidades onde esses índices diminuíram, sendo elas Itabaiana e Salgado de São Félix. O pior desempenho é de Salgado de São Félix, apontando índice de 4.4 em 2009 e baixando para 3.3 em 2013. Em Itabaiana, o índice de 2009 foi de 3.3, reduzindo para 2.8 em 2013.


Na região, as cidades mais bem situadas no levantamento são Pilar e São Miguel de Taipu, com índice de 2.8 em 2009 e 3.1 em 2013 na terra de José Lins do Rego e 2.9 (2009) passando para 3.4 em São Miguel.


O município de Juripiranga registra indicadores empatados: 3.3 em 2009 e 3.3 em 2013. Mogeiro observa ligeiro acréscimo: 3.4 em 2009 e 3.8 em 2013, menor do que observado em São José dos Ramos, com índices ligeiramente variando de 3.3 em 2009 para 3.8 em 2013. Apesar dos recuos, não há ainda mecanismos de acompanhamento das redes nem formas de intervenção ou punição dos gestores de área. Projeto de lei em tramitação no Congresso prevê a punição dos gestores e deve ser votado até 2016.


A diretora executiva do Todos pela Educação, Priscila Cruz, defende a aprovação da Lei de Responsabilidade Educacional. "Não existe um fator que explique uma rede inteira retroceder ano após ano. Bem ou mal, a escolaridade média está em ampliação no Brasil, os recursos da Educação aumentaram muito no País. A gestão tem de ser muito ruim."


Para o sócio fundador da Meritt, Alexandre Oliveira, o indicador não tem sido bem usado pelos municípios. "O IDEB é um termômetro que mostra a temperatura do paciente. Ficar só medindo não leva a febre a baixar, mas aponta que há um problema. Os gestores não estão sabendo essa temperatura", diz.




Fonte: http://ideb.inep.gov.br/resultado/





Radio Salgado






←  Anterior Proxima  → Página inicial