Brasileiros vivem casamento a 3 e afirmam que são felizes dessa maneira ~ Macaparana Hoje - Informação com agilidade!

AGORA NO BLOG...

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Brasileiros vivem casamento a 3 e afirmam que são felizes dessa maneira


Angélica afirmou se sentir casada e disse que estão sempre fazendo coisas diferentes.

Klinger, Paula e Angélica, do Mato Grosso, mas que vivem no estado de São Paulo
Klinger, Paula e Angélica, do Mato Grosso, mas que vivem no estado de São Paulo

Um casal que vive um relacionamento amoroso atípico, onde estão envolvidas três pessoas, afirmou que isso realmente “dá certo” e que eles são felizes.

Klinger, Paula e Angélica, do Mato Grosso, mas que vivem no estado de São Paulo, tiveram o casamento abordado no programa “Amores Livres”, do canal GNT.

O “trisal” foi formado inicialmente a partir de Klinger e Paula, que foram morar juntos depois de algum tempo unidos. Paula conheceu Angélica via internet e a incluiu na relação após certo período de envolvimento, e hoje nenhum deles se vê fora do relacionamento.

Angélica afirmou se sentir casada e disse que estão sempre fazendo coisas diferentes.

Para o homem, as duas tinham muitas coisas em comum e se gostavam muito, e ele se sentiu bem com isso. Paula afirmou: “O amor que eu sinto por eles não tem diferença, eu amo Klinger assim como amo Angélica, amar é cuidar, e a gente se cuida muito”.

Inicialmente o sexo acontecia a dois e quando as mulheres chamavam Klinger para participar ele se recusava, até que um dia aceitou.

Ele criaram uma página no Facebook chamada “Casal a 3”, para postar os momentos a três.

“Sim. É diferente sim. Para a gente é normal. Mas entendemos que pra sociedade como um todo não é”, relatou Klinger sobre seu relacionamento ‘poliamor’, onde o ser humano é capaz de amar afetiva e sexualmente mais de uma pessoa, com o consentimento dos envolvidos na relação.

Existem pesquisadores que estudam o assunto. Além disso, futuramente este tipo de casamento poderá ser reconhecido formalmente, pois já existem legisladores mudando os pactos sociais.





Pernambuco Conectado







←  Anterior Proxima  → Página inicial