Homem mata mulher na frente da filha após descobrir traição pelo WhatsApp ~ Macaparana Hoje - Informação com agilidade!

AGORA NO BLOG...

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Homem mata mulher na frente da filha após descobrir traição pelo WhatsApp



oi_1


Um homem foi preso suspeito de assassinar a própria companheira, nesta quinta-feira (10), em São Vicente, no litoral de São Paulo, após descobrir que ela marcava encontros com um outro rapaz por meio do aplicativo para celulares WhatsApp. O crime ocorreu na frente da filha de três anos do casal. O suspeito confessou o assassinato para a polícia.

De acordo com informações da Polícia Civil, Francisco da Silva Souza, de 27 anos, descobriu o caso extra-conjugal da esposa há cerca de 15 dias. No entanto, decidiu não questionar a companheira sobre o caso.


Ainda segundo as autoridades, na madrugada desta quinta-feira, após uma discussão, o rapaz pegou um revólver que tinha guardado e disparou três vezes contra a mulher, Ione de Santana Fidelis, de 25 anos. A filha do casal estava na residência e presenciou o crime. 

Após a ação, o suspeito fugiu da residência onde a família morava, no bairro Vila Ponte Nova, e foi trabalhar. No entanto, Souza deixou a porta do imóvel aberta e a criança saiu de casa assustada.

A menina foi localizada por moradores em um bairro próximo. A Polícia Militar foi acionada e, logo em seguida, os agentes foram até a casa e encontraram o corpo de Ione. Pouco tempo depois, por volta das 10h, Francisco voltou à residência. Questionado pelos policiais, ele inicialmente negou conhecimento do crime.

No entanto, após ser levado ao 3º Distrito Policial do município, Souza acabou confessando o assassinato. “Ele nos contou que, há cerca de 15 dias, pegou o celular da mulher e viu que ela estava marcando encontros com um outro homem. Inicialmente, ele não tomou nenhuma atitude. Porém, nesta quinta-feira, após uma discussão, ele matou a mulher”, explica o investigador Reginaldo Sebastião Marques.


O rapaz foi autuado em flagrante por homicídio simples e encaminhado à carceragem do 1º Distrito Policial do município, onde ficará à disposição da Justiça. A filha do casal foi entregue ao Conselho Tutelar da cidade.

Caso foi encaminhado para o 3º Distrito Policial do município (Foto: Guilherme Lucio da Rocha/G1)

Caso foi encaminhado para o 3º Distrito Policial do município





Timbauba Noticias




←  Anterior Proxima  → Página inicial