Assembleia de Deus pode lançar operadora de celular com plataforma da Vivo ~ Macaparana Hoje - Informação com agilidade!

AGORA NO BLOG...

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Assembleia de Deus pode lançar operadora de celular com plataforma da Vivo


 

Igreja não informou, até o momento, o valor total do investimento na "Mais AD"

Uma nova operadora de telefonia móvel pode ser lançada no Brasil, hoje, pela igreja Assembleia de Deus, a Mais AD. A informação foi publicada na edição online do portal Olhar Digital e, segundo o texto, o serviço deverá utilizar a plataforma da operadora Vivo para operar.

 A reportagem do Diario entrou em contato com a assessoria de comunicação da Vivo em Pernambuco, mas foi informada, até o momento, que desconhece o assunto,

.  
Caso a Mais AD seja realmente confirmada, esta será a terceira operadora virtual de rede móvel a operar no Brasil, prestando serviços de telefonia móvel através do uso da rede de uma operadora já consolidada, sem precisar ter rede própria. Vodafone e Porto Seguro também correm na mesma esteira e lançaram recentemente serviços semelhantes. O texto do Olhar Digital salienta que a operação da rede virtual não interfere no serviço tradicional. Em contato com a assessoria de marketing da Assembleia de Deus, a informação não foi confirmada, porém também não foi negada.


Na reportagem do portal, Raul Aguirre, diretor-geral da companhia, afirma que o serviço será “voltado ao público cristão”, com distribuição de conteúdos aprovados por líderes evangélicos. O valor do investimento não foi divulgado, mas tem como patrocinadores executivos que já foram ligados à Brasil Telecom. A igreja tem uma rede de filiadas pelo Brasil e alcança cerca de 18 milhões de fiéis.

 
Em nota, a Vivo informou que "mantém contrato de MVNO (Mobile Virtual Network Operator), no modelo credenciado, com a empresa Mais AD, com validade para todo o Brasil.". A telefônica acrescentou ainda que prestará o serviço de telefonia móvel, mas "caberá à Mais AD a venda do serviço, a comunicação com os clientes e o desenvolvimento de soluções de valor agregado."






Diario de Pernambuco








←  Anterior Proxima  → Página inicial