Ligação interurbana grátis no orelhão em Pernambuco ~ Macaparana Hoje - Informação com agilidade!

AGORA NO BLOG...

sábado, 3 de outubro de 2015

Ligação interurbana grátis no orelhão em Pernambuco





Anatel determinou que não haverá cobrança nas chamadas feitas a partir de Pernambuco e outros estados como punição à Oi, que não cumpre oferta de telefones

As chamadas de longa distância nacional (LDN) realizadas a partir de qualquer orelhão de Pernambuco, Alagoas, Amazonas, Amapá, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Piauí, Paraná, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e Santa Catarina não estão sendo cobradas. 

A medida vale até abril de 2016 e é uma punição da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) à Oi, responsável pelos aparelhos. A operadora não está cumprindo com os patamares mínimos de disponibilidade dos orelhões nestas localidades. Vale ressaltar que os mesmos estados também estão com o serviço de ligação para fixo gratuita por uma punição semelhante da Anatel desde abril deste ano.

Conforme determinado no despacho 565/2015, os estados atendidos pela Oi deveriam apresentar disponibilidade da planta de telefones de uso público acima de 90%. Nos casos de localidades atendidas apenas por acesso coletivo, a disponibilidade deveria ser de, no mínimo, 95%. Nenhum dos parâmetros, porém, foram alcançados nos estados citados. Em fevereiro de 2016, novas medições serão realizadas pela agência.

Onde o serviço for satisfatório, a medida cairá em abril. Caso os patamares mínimos continuem não sendo atingidos, a Anatel adianta que em 1º de abril também irá liberar de pagamento as ligações locais para celulares feitas a partir de orelhões.

Através de nota, a Oi informou que está cumprindo a determinação da Anatel de conceder a gratuidade em chamadas locais e de longa distância nacional para telefones fixos, feitas a partir de sua rede de telefonia pública nos estados indicados pela agência, na forma definida e divulgada em seu site na internet. A companhia acrescenta que, como os orelhões da empresa estão instalados em vias e estabelecimentos públicos, sofrem, diariamente, danos por vandalismo. 

“A Oi esclarece também que mantém um programa permanente de manutenção de seus telefones públicos e conta com as solicitações de reparo enviadas à companhia pelo canal de atendimento 10314 por consumidores e por entidades públicas”, detalha o texto. Quem não encontrar o serviço gratuito nos orelhões dos estados citados, deve reclamar à Anatel no número 1331.

Queda

Criados em 1971, os orelhões estão sendo cada vez menos utilizados pelos usuários. Atualmente, segundo dados da Anatel, 50% dos orelhões existentes no país realizam apenas duas chamadas por dia. Além disso, a diminuição do tráfego é intensa e chega a 40% ao ano (dados dos últimos anos), além da redução da receita média por orelhão, que hoje não ultrapassa R$ 15 ao mês.






←  Anterior Proxima  → Página inicial