Homem é estuprado por vingança e agressores compartilham vídeo nas redes sociais ~ Macaparana Hoje - Informação com agilidade!

AGORA NO BLOG...

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Homem é estuprado por vingança e agressores compartilham vídeo nas redes sociais



2ekm95ytvo_6zcqi6168x_file-225x300


Um pintor de 31 anos foi estuprado em outubro deste ano na divisa dos municípios de Chopinzinho e Coronel Vivida, no Paraná. Toda a ação dos dois estupradores foi gravada e a polícia só teve conhecimento do caso após as imagens serem compartilhadas no WhatsApp.


A violência foi gravada em duas partes. Na primeira aparece Rudimar André Sangaletti (foto), de 21 anos, agredindo a vítima e a acusando de trocar mensagens com sua namorada pelas redes sociais. Entre tapas e humilhações, Sangaletti ameaça a vítima de morte caso volte a “mexer” com sua companheira.


No segundo vídeo aparece Patrick Fenili, de 24 anos, obrigando a vítima a fazer sexo anal e oral com ele. As imagens foram gravadas por Sangaletti, que ameaçava o pintor a todo o momento supostamente com uma arma.
De acordo com o delegado à frente do caso, Leonardo Guimarães, os três homens começaram a beber em Chopinzinho e decidiram ir até a cidade de Coronel Vivida, onde continuaram a beber.


Na volta para Chopinzinho, Rudimar parou o carro e começou a sessão de humilhação e violência. O caso ficou “esquecido” até as imagens chegarem à polícia, que localizou a vítima. “Ele não queria prestar depoimento, pois havia sido ameaçado de morte. Rudimar teria ameaçado inclusive a família da vítima. O que a fez ficar em silêncio”, disse o delegado.


Ele contou que, após convencer a vítima a prestar depoimento, na delegacia, o telefone do pintor tocou diversas vezes. “Era o Rudimar querendo provavelmente saber onde ele estava”, disse.


Tanto a vítima quanto a namorada de Rudimar negaram a troca de mensagens, que teria sido o motivo da violência. Após o depoimento da vítima, foi decretada a prisão dos dois agressores.


Na delegacia, os depoimentos nã
o bateram.

Patrick acusa Rudimar de obrigá-lo com uma arma a estuprar a vítima. Rudimar, por sua vez, afirmou que o sexo foi feito com o consentimento do pintor e que ele teria “apenas” filmado a ação.


De acordo com o delegado, com base nas imagens, a história dos suspeitos foi descartada. Rudimar e Patrick foram presos no fim dessa terça-feira (24) por estupro, sequestro e ameaça.


Rudimar já foi investigado por estupro em 2014, após violentar com uma criança de 13 anos e agredi-la depois do ato. Na cidade de Chopinzinho, o suspeito tem passagem por violência doméstica contra a namorada.




Timbauba Noticias





←  Anterior Proxima  → Página inicial