Pernambucano morre em um grave acidente de ônibus no Peru ~ Macaparana Hoje - Informação com agilidade!

AGORA NO BLOG...

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Pernambucano morre em um grave acidente de ônibus no Peru



12011201_824817380964325_8666917448428207927_n


Nesta última  terça-feira 03/11/2015 um pernambucano conhecido como José Marcelino da Silva de 44 anos de idade,  morreu em um grave acidente de ônibus  na cidade de Abancay no  Peru, segundo as informações,  a vítima ainda chegou a ser socorrido,  mas não resistiu aos ferimentos e morreu no caminho do hospital.
O ônibus fazia o trajeto de Lima a Cusco quando capotou na rodovia e caiu de um barranco. As causas do acidente ainda estão sendo investigadas. As outras vítimas são dois homens de nacionalidade peruana e um cidadão que ainda não foi identificado, ainda segundo informações da agência de notícias. EFE.


José Marcelino viajava pelo Peru com um colega, que também estava no ônibus e ficou ferido. Outro amigo da família, o estudante Marcos Machado, 27 anos, é o responsável por fazer a ponte das noticiais que chegam do solo estrangeiro. “Estou em contato com esse amigo da gente que estava viajando com José. Ele está ainda muito desnorteado e contou que o condutor do ônibus fez um desvio e virou numa ribanceira. Por volta das 1h30 desta quarta-feira (4), ele me disse que ia no consulado do Brasil lá em Cusco para tentar dar entrada no translado do corpo”, informou Marcos.


José completaria 45 anos no dia 23 deste mês. Bastante emocionada, a irmã dele, Nezilda Maria da Silva, de 49 anos, diz que ainda não sabe quem recorrer ou aonde ir. “Estou sem rumo, erámos muito próximos. Ele morava comigo, meus dois filhos e nossa mãe. Mesmo com todas as dificuldades, enfrentávamos todas juntos, unidos”, relata a irmã, que é pedagoga.


Agora, a preocupação de Nezilda é com a mãe. “Ela completa 75 anos agora em dezembro. Ela está arrasada, só está fortificada por causa da longa caminhada que já percorreu. Estou procurando forças onde não tenho para dar força para ela”, completa.


A família informou que comparecerá ao consulado do Peru, ainda nesta quarta (4) para tratar do traslado do corpo de José. “Só estou esperando uma amiga que vai me levar lá porque não entendo de nada disso, nunca pensei em entender”, alega.


A Comunidade Libertas, uma clínica socializante onde Marcelino trabalhava como psicólogo e analista bioenergético, no Recife, enviou comunicado oficial lamentando a morte do colega. “Uma perda grande aos familiares, amigos, amigas e todos que desfrutaram com ele alguns momentos na jornada da vida”, diz a nota. “O Libertas está de luto e acolhe com solidariedade, cuidado e muito respeito todas as pessoas que sentem a despedida do parceiro.



Timbauba Noticias





←  Anterior Proxima  → Página inicial