Cantora gospel rouba bebê após fingir gravidez para reatar namoro ~ Macaparana Hoje - Informação com agilidade!

AGORA NO BLOG...

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Cantora gospel rouba bebê após fingir gravidez para reatar namoro



bebe_sequestro


A mulher suspeita de ter roubado um bebê de três meses da casa de uma família da cidade de Eunápolis, na região sul da Bahia, é uma cantora gospel e cometeu o crime para tentar reatar o relacionamento com o ex-namorado. A informação foi divulgada na noite desta segunda-feira (7) pela Polícia Civill.
O bebê, que é do sexo masculino, foi localizado e devolvido à família no domingo (6), um dia após ter sido retirado de casa. A suspeita está sendo procurada e responderá por subtração de incapaz. A pena para este crime é de dois a seis anos de reclusão.

De acordo com a delegada Valéria Fonseca Chaves, titular da 23ª Coordenadoria de Polícia Civil de Interior (Coorpin/Eunápolis), a cantora Ivonete Ferreira teria inventado uma gravidez para o ex-namorado, que é um capoeirista. O homem, que não teve identidade divulgada, já prestou depoimento, mas deve ser ouvido novamente nesta terça-feira (8).

“Ela tinha esse namorado e os dois terminaram. Mas, assim que a relação foi rompida, ela inventou uma gravidez para que os dois retornassem o namoro. Agora, ela subtraiu o bebê e disse que era filho dele”, disse a delegada, em contato com o G1.

Conforme a polícia, algumas pessoas informaram ter visto Ivonetecom a barriga grande nos últimos meses, mas a suspeita é de que a mulher tenha usando algum tipo de enchimento.


“Mas ele [o ex-namorado] descobriu que era armação, porque quando ela apareceu com o menino, ele percebeu que o bebê já estava grande e que não tinha nascido recentemente. O rapaz então ficou sabendo de toda a história, resolveu devolver o menino para a família e ela fugiu”, destacou a Valéria.

Ainda conforme a delegada, a mulher não maltratou a criança. A polícia espera, agora, que o ex-namorado dela descubra o paradeiro da suspeita e informe aos investigadores. “Ele dará novo depoimento amanhã [terça-feira, 8] e ficou de localizar a mulher, que sumiu da cidade”, destacou.


Caso


A suspeita de cometer o crime tinha ido até a residência da criança, localizada no bairro Alecrim II, para pedir roupas. A mãe do bebê, a dona de casa Magnólia de Jesus, de 39 anos, que a atendeu na ocasião, disse que não tinha peças para doar. “A suspeita então pediu para ver o filho dela, olhou para a criança, disse que era bonita e foi embora”, contou o delegado Robson Andrade.

Horas depois, a mãe saiu de casa para ir a um mercado do bairro e deixou o bebê com o filho de 9 anos. “Quando a mãe retornou, o filho disse que a mulher voltou à casa, pediu água e levou a criança”, contou o delegado.

Em contato com o G1, no sábado, a mãe da criança sequestrada, que tem outros nove filhos, disse que não conhece a suspeita. Ela conta que o bebê usava fralda descartável e uma camiseta listrada quando foi levado.
“Ninguém a conhece, nunca vimos ela. Eu fui comprar cloro e deixei ele em casa no carrinho com meu filho e a minha cunhada de 12 anos. Antes, ela já tinha passado aqui para pedir roupas, mas disse que havia doado todas as peças. Depois, quando eu saí de casa, ele voltou”, disse Magnólia.



Timbauba Noticias





←  Anterior Proxima  → Página inicial