Tentativa de fuga no Complexo Prisional do Curado termina em morte ~ Macaparana Hoje - Informação com agilidade!

AGORA NO BLOG...

terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Tentativa de fuga no Complexo Prisional do Curado termina em morte



Uma tentativa de fuga no Complexo Prisional do Curado, Zona Oeste do Recife, na madrugada desta terça-feira (22), resultou em morte. Segundo a assessoria da Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres), sete presos do Presídio Agente Penitenciário Marcelo Francisco de Araújo (Pamfa) tentaram escalar a guarita para escapar do local. Um dos fugitivos morreu e outro ficou ferido.


De acordo com a Seres, a Polícia Militar teria flagrado os fugitivos na passarela que leva ao guaritão. Eles foram orientados pela PM para retornar para as celas, mas continuaram avançando. Para evitar a fuga, um guariteiro disparou e feriu dois detentos. Os outros voltaram para à unidade após os tiros. Os feridos foram encaminhados ao Hospital Otávio de Freitas, no bairro de Tejipió, Zona Oeste do Recife. Matheus Gustavo da Silva recebeu os socorros, mas não resistiu. David Rafael Ferreira Costa permanece em atendimento.
A Seres determinou à direção da unidade e a Superintendência de Segurança que adotem as providências administrativas, disciplinares e legais cabíveis ao caso.


Túnel


Um novo túnel foi encontrado, no Presídio Frei Damião de Bozzano(PFDB), no Complexo Prisional do Curado, na tarde da segunda-feira (21). De acordo com a Seres, o espaço tem aproximadamente 5 metros de comprimento e 1,5 metro de altura.


Esse é 16º túnel encontrado nas unidades do complexo em 2015. Conforme a direção da unidade, investigações já estão em curso para a identificação dos autores.


Barreto Campelo


Mais uma arma de fogo foi encontrada nas unidades prisionais do Estado. Na tarde da segunda (21), a Seres localizou um revólver calibre 38 na Penitenciária Barreto Campelo, em Itamaracá, Litoral Norte de Pernambuco.
Segundo a Seres, objeto foi arremessado para dentro da unidade, sem munição, e as guardas externa e interna evitaram que os detentos pegassem o revólver. Essa é a 17ª arma de fogo encontrada nas unidades prisionais em 2015.


Folha PE



←  Anterior Proxima  → Página inicial