Na crise, Prefeitura do Recife corta orçamento do Carnaval ~ Macaparana Hoje - Informação com agilidade!

AGORA NO BLOG...

quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Na crise, Prefeitura do Recife corta orçamento do Carnaval


Prefeito Geraldo Julio disse que o o orçamento da folia ainda não foi fechado, mas que gastará menos

Prefeito vistoriou obra de escola em Santo Amaro / Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem

Na primeira agenda pública do ano, o prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), tirou a manhã, nesta quarta-feira (6) para visitar obras de cinco escolas que estão sendo construídas. Mas o Carnaval também esteve na pauta. 
Segundo o gestor, a folia terá um encolhimento este ano. No entanto, o socialista afirmou que a festa terá "o mesmo tamanho". 

"A gente tem um ano muito duro nas finanças do Brasil inteiro. A gente vai fazer um Carnaval investindo menos do que investiu no ano passado, vamos fazer um Carnaval com a mesma qualidade, com o mesmo tamanho, valorizando sobretudo a cultura pernambucana", disse. 
O prefeito afirmou, ainda, que o valor da festa ainda não foi contabilizado, assim como a grade de atrações. Uma das especulações é que sejam reduzidas as atrações nacionais, que envolvem cachês mais altos e custos com passagens aéreas. Nesse sentido, Geraldo Julio afirmou que a grade deverá "valorizar a cultura pernambucana". 

"A redução de custo vai se dar na garantia de que a festa será muito grande e acontecerá em toda a cidade, mas a gente está redimensionando algumas despesas para que a gente possa caber dentro de um novo orçamento. Isso é que é importante", acrescentou. 

Parte dos custos com o Carnaval será coberta por patrocinadores, mas a cota não atingirá a totalidade. "O Carnaval do Recife não tem condição de ser todo patrocinado, o investimento é muito mais alto do que o réveillon. Tem que ter investimento da Prefeitura e a gente faz porque sabe da importância que o Carnaval tem para a cidade, não é só para o folião", completou.
Segundo o prefeito, todo o custo do réveillon foi coberto por patrocinadores. "Se perguntar qual foi a redução de custo da Prefeitura no réveillon, foi de 100%. A gente conseguiu viabilizaer, fazer uma grande festa e uma solução. É isso que a gente está tentando fazer", disse.







Jornal do Comercio






←  Anterior Proxima  → Página inicial