Homem morre em Recife com suspeita da virose Guillain-Barré ~ Macaparana Hoje - Informação com agilidade!

AGORA NO BLOG...

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Homem morre em Recife com suspeita da virose Guillain-Barré





Mais um paciente morreu no Hospital da Restauração (HR), no Derby, área central do Recife, em decorrência de complicações neurológicas após uma virose. O recepcionista Artur da Silva, 33 anos, morador de Camaragibe, passou dez dias internado na unidade de saúde e faleceu na última terça-feira (23), às 10h. Um documento do HR, obtido pela reportagem, cita que o paciente tinha suspeita de Síndrome de Guillain-Barré, mas ainda não há confirmação. O enterro está marcado para as 15h desta quarta-feira (24), no Cemitério de Camaragibe, no Grande Recife.

Essa foi a segunda morte registrada nesta semana no Hospital da Restauração. Na madrugada de domingo (21), uma mulher morreu no HR após uma arbovirose evoluir para problemas neurológicos. Ana Paula do Carmo Pereira da Silva, 27, era supervisora de atendimento de um hotel no Cabo de Santo Agostinho.

Artur da Silva começou a se sentir mal no dia 11, após brincar o carnaval normalmente. Ele foi a um hospital particular na Madalena, no Recife, e liberado após ser medicado. “Quando ele voltou, já estava sem os movimentos. Aí no outro dia ele não conseguia nem ir ao banheiro, não conseguia andar e a gente resolveu socorrê-lo”, conta o sogro Aníbal Cassiano. Artur foi levado no dia 12 a outro hospital particular, no bairro da Boa Vista, também na capital. Os médicos recomendaram o internamento, mas, como a internação ainda estava no período de carência do plano de saúde, o paciente seguiu, em 13 de fevereiro, para o Hospital da Restauração.

O recepcionista chegou a fazer uma postagem no Facebook falando sobre seu estado de saúde. “Fui pego por essa virose, não desejo para ninguém. Fé em Deus que irei sair dessa”, escreveu ele na rede social no dia 12. Inicialmente, o rapaz ficou na sala vermelha da emergência clínica do HR, sendo transferido na madrugada da última segunda-feira (22) para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), onde morreu no dia seguinte.

“Falaram para a gente que a suspeita era de Síndrome de Guillain-Barré. Fizeram tomografia e retiraram líquido da coluna (uma amostra de líquido cefalorraquidiano, LCR) para exames. No início, ele ainda estava consciente, mas o quadro se agravou e ele perdeu a consciência”, relata o sogro. Uma ficha de esclarecimento do HR, entregue à família do paciente e que, segundo Aníbal, seria usada para demonstrar a necessidade de transferência de Artur para a UTI, evidencia a suspeita de Síndrome de Guillain-Barré. O resultado do exame de LCR, que vai confirmar o tipo de alteração neurológica e o tipo de virose, ainda não ficou pronto.

A assessoria de imprensa do Hospital da Restauração disse que a causa da morte consta como desconhecida. De acordo com o HR, o paciente tinha um quadro de complicação neurológica e infecção respiratória. Ainda segundo a assessoria de comunicação da unidade de saúde, caberá ao Serviço de Verificação de Óbito (SVO) – para onde o corpo foi encaminhado – determinar o que causou a morte de Artur da Silva. O resultado deve sair em dez dias. Artur era casado e deixa um filho de oito meses.



Blog Coisas de Timbauba





←  Anterior Proxima  → Página inicial