Elsa, de Frozen, pode assumir homossexualidade nos próximos filmes ~ Macaparana Hoje - Informação com agilidade!

AGORA NO BLOG...

terça-feira, 3 de maio de 2016

Elsa, de Frozen, pode assumir homossexualidade nos próximos filmes



"Temos noção do que está acontecendo na sociedade", afirmou o diretor do longa, Chris Buck




Personagem ficou conhecida por cantar "Let it go" no filme, música que ganhou popularidade entre a comunidade LGBT. Foto: Disney/Reprodução
Personagem ficou conhecida por cantar "Let it go" no filme, música que ganhou popularidade entre a comunidade LGBT. Foto: Disney/Reprodução


Como seria a sequência de Frozen - Uma aventura congelante se a personagem Elsa fosse lésbica? Essa é a pergunta que internautas têm feito através da hashtag #GiveElsaaGirlfriend (Dê a Elsa uma namorada). Os amantes da animação até esqueceram Jack Frost, de A origem dos guardiões, com quem frequentemente shippavam a rainha do gelo. Com estreia prevista para 2018, a produção poderá seguir o conselho dos fãs, já que ainda há tempo para isso. "Temos noção do que está acontecendo na sociedade", afirmou o diretor do longa, Chris Buck.


Apesar de ter sido idealizada em fevereiro deste ano, a campanha voltou a ganhar força neste fim de semana. Internautas fizeram uma série de postagens no Twitter para que, além do longa, o novo perfil da rainha seja abordado na adaptação deFrozen para a Broadway. O assunto entrou para os trending topics mundiais. 


Internautas desenharam uma namorada para Elsa. Foto: Twitter/Reprodução
Internautas desenharam uma namorada para Elsa. Foto: Twitter/Reprodução

Os adeptos da campanha acreditam que a homossexualidade da personagem pode ampliar a discussão do tema para o público infantil. A propostas é minimizar a falta de representatividade nos filmes para crianças, que costumam apresentar príncipes e princesas heterossexuais.


Em entrevistas, Chris Buck afirmou que a pesonagem passará por transformações, mas não aprofundou o tema. "Vamos abordar questões [no filme sequência] que fazem parte da realidade de vários meninos e meninas, homens e mulheres hoje em dia", disse.



Diario de Pernambuco




←  Anterior Proxima  → Página inicial