Jarbas Vasconcelos, ex-rival do PSB, vira um dos principais conselheiros políticos de Paulo Câmara ~ Macaparana Hoje - Informação com agilidade!

AGORA NO BLOG...

domingo, 22 de maio de 2016

Jarbas Vasconcelos, ex-rival do PSB, vira um dos principais conselheiros políticos de Paulo Câmara




Governador Paulo Câmara tem recorrido a conselhos do ex-governador e hoje deputado federal Jarbas Vasconcelos / Reprodução/Blog de Jamildo


Deputado federal pelo PMDB, Jarbas mantém uma relação amistosa com o governante socialistaSe a presença de João Campos no governo estadual representa uma ponte do governador Paulo Câmara (PSB) com o futuro, há ações que atrelam a gestão socialista ao passado. Em sua primeira experiência no Executivo estadual, Paulo tem recorrido à experiência do deputado federal Jarbas Vasconcelos (PMDB) para ouvir conselhos sobre temas variados. O peemedebista sentou na cadeira hoje ocupada pelo socialista por cerca de oito anos. Na época, Jarbas era um dos principais adversários do PSB, sobretudo do ex-governador Eduardo Campos, padrinho político do atual chefe do Executivo estadual.


A aproximação entre Paulo e Jarbas não é de hoje. De acordo com pessoas ligadas ao governador e ao deputado, as conversas entre os dois ocorrem desde a campanha eleitoral de 2014. No entanto, houve um aumento na frequência das articulações e vários foram os fatores que contribuíram para isso.


Paulo e Jarbas estão mais próximos porque o PMDB tem buscado ampliar seu espaço como principal parceiro do PSB na Frente Popular. Essa ligação tende a ficar ainda maior já que os socialistas perderam o apoio do DEM e do PSDB e agora querem cativar melhor os peemedebistas para evitar que haja um retorno da União por Pernambuco. A antiga coligação que reunia o grupo político de Jarbas, democratas e tucanos dava as cartas na política pernambucana enquanto o PSB ficava à margem na oposição, atuando como coadjuvante do PT.


Outro fato que ajuda na cada vez mais estreita relação de Paulo e Jarbas é a presença de Raul Henry (PMDB) no governo. Vice-governador e presidente estadual dos peemedebistas, ele é discípulo político do deputado federal, mas se aproximou bastante do governador. A relação, antes restrita ao âmbito político, tornou-se cada vez mais pessoal. Dentro do Palácio, reconhece-se que Paulo e Raul tornaram-se de fato amigos a ponto das famílias se frequentarem. E a partir daí, costurada pelo vice, houve uma ligação maior entre Jarbas e o governador.


Na sexta-feira retrasada, por exemplo, Paulo, Raul e Jarbas, e outras figuras políticas que giram em torno do trio, conversaram por mais de cinco horas no apartamento do deputado federal na área central do Recife.
Apesar das constantes conversas entre Paulo e Jarbas, houve uma lacuna entre os dois recentemente. O deputado federal não foi consultado pelo governador sobre a decisão de tirar o DEM e o PSDB do governo. O peemedebista foi pego de surpresa com a postura do socialista, mas não reclamou. Depois de ocupar o Palácio do Campo das Princesas por cerca de oito anos, Jarbas, dizem aliados, sabe que há horas em que não dá para ouvir todo mundo.


O silêncio de Paulo  sobre o assunto, no entanto, serviu de alerta para Jarbas ainda de acordo com personagens políticos ouvidos pelo JC. Ele não se furtará a conversar com o governador e faz questão de manter o diálogo aberto, inclusive por uma questão de apreço pessoal, mas ficou com a impressão de que o chefe do Executivo pessoal poderia ter mais calma em algumas de suas decisões.


Com as eleições municipais se aproximando, as conversas entre Jarbas e Paulo devem aumentar. E podem ficar ainda mais frequentes se o PMDB passar a ocupar o posto de vice na chapa do prefeito Geraldo Julio (PSB).



Diario de Pernambuco




←  Anterior Proxima  → Página inicial