Prefeito Junior Rodrigues justifica início de manifestação de funcionários da UPA de Timbaúba ~ Macaparana Hoje - Informação com agilidade!

AGORA NO BLOG...

domingo, 12 de junho de 2016

Prefeito Junior Rodrigues justifica início de manifestação de funcionários da UPA de Timbaúba


 

O gestor do município relatou ao Timbaúba Agora que “a desorganização" fiscal do Governo Federal está deixando os municípios sem dinheiro para honrar compromissos.


O Brasil vive nos últimos anos um verdadeiro caos, quase 12 milhões de desempregados, o Produto Interno Bruto (PIB) encolheu quase 4%, provocando assim a mais grave crise econômica já enfrentada pelos brasileiros, tudo isso fruto da má gestão na política fiscal nacional. A desorganização fiscal do Governo Federal está deixando os municípios sem dinheiro nem para honrar seus compromissos, quase todos os prefeitos estão atrasando pagamentos de fornecedores, inclusive a folha salarial, obrigando-os a reduzir horário de expediente, dispensar funcionários, cortar serviços ou interromper obras. Mesmo assim, a maioria das prefeituras não consegue equilibrar as contas, segundo a Confederação Nacional dos Municípios (CNM), entidade que reúne todos os municípios do Brasil, é provável que mais de 60% das prefeituras fechem o ano com déficit.
Com o agravamento da crise brasileira os municípios foram atingidos em cheio principalmente pela queda de repasses por parte dos governos federal e estaduais, isso fez da saúde pública um dos setores mais prejudicado. Todos os dias a imprensa divulga a redução de atendimento em unidades de saúde, salários de funcionários atrasados, greves e empresas prestadoras de serviços ou fornecedores sem receber e até em casos mais extremos o fechamento de hospitais.

Em Timbaúba, não é diferente, o prefeito Junior Rodrigues (PSB) vem se esforçando o máximo para honrar a folhar de pagamento, manter os serviços essenciais funcionando bem e continuar com o crescimento do município, pois segundo ele a queda na receita do município (Alvará, ISS IPTU, ITBI) e no Fundo de Participação dos Municípios (FPM) é constante, obrigando-o a tomar medidas impopulares há poucos meses de uma disputa eleitoral. Rodrigues não está preocupado em aparecer bem na foto e sim cumprir com as suas obrigações de gestor. Pois vejamos, nos últimos dias o prefeito realizou o corte de cerca duzentos servidores, entre eles, quatro do primeiro escalão. Isso foi necessário para economizar e garantir o pagamento da folha. Mesmo com a diminuição drástica dos recursos só na área de saúde foram reformados, ampliados e revitalizados cinco postos de saúde no Campo do Sete, Alto de Santa Terezinha, Alto do Cruzeiro e nos distritos de Livramento de Tiuma e Catucá.


Quem passou próximo ao trevo que dá acesso à cidade de Macaparana no final de tarde da sexta-feira (10), percebeu uma certa movimentação de pessoas, pois os funcionários da UPA realizaram uma rápida paralização em protesto a falta de recebimento dos seus salários. Foi um movimento justo, diga-se de passagem, pois segundo eles estão sem receber os meses de abril e maio, sensível e solidário, o chefe do executivo municipal Júnior Rodrigues foi até aquela unidade hospitalar negociar com os trabalhadores e explicou as razões da atual situação.

Com a promessa de receber o mês de abril na próxima segunda-feira (13), e o compromisso firmado de regularização salarial o mais rápido possível, compreensível os profissionais de saúde voltaram aos seus postos de trabalho e tudo voltou a normalidade.

Prefeito Júnior confirmou a reportagem do Timbaúba Agora que a prefeitura de Timbaúba banca 75% dos gastos da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) com recursos próprios, ou seja, com impostos dos contribuintes timbaubenses, os outros 25% vem do Governo Federal. O prefeito também informou que está diariamente em uma incansável busca por recursos, junto ao governo do Estado e também no Governo Federal. Além disso Timbaúba também conta com a grande ajuda do deputado Federal Marinaldo Rosendo que diariamente em Brasília está à procura de recursos federais para suas bases, e já conseguiu empenhar duas emendas parlamentares no valor de quase dois milhões para ajudar na manutenção e quitação de débitos da UPA.

Rodrigues disse também que Pessoas desinformadas ou mal-intencionadas, comentam que com o funcionamento da UPA o hospital Municipal Dr. João Coutinho foi fechado, isso é uma inverdade, na realidade no local desde dezembro de 2013 funciona uma policlínica com diversas especialidades médicas. Foram feitas várias denúncias, porém, após vistorias realizadas por órgãos de fiscalização do setor de saúde todas foram consideradas infundadas. A UPA realiza os atendimentos de emergência e um convênio firmado com o Hospital Ferreira Lima outros procedimentos.

Opinião do editor: É pena que pessoas mal-intencionadas tentem deturpar a verdade dos fatos transformando-os em palanque político para projetos pessoais, pois todos nós sabemos que a crise existe em todos os níveis federal, estadual e municipal, e Timbaúba também sofre sofre com crise financeira, pois como é diariamente divulgado na mídia , grandes cidades e até capitais estão enfrentando problemas com atrasos de salários e outros no sistema de saúde. Timbaúba graças ao esforço do então prefeito Marinaldo Rosendo tem o privilégio de contar com uma unidade de saúde que atende a várias cidades na região, pois a UPA apesar de ser mantida praticamente com recursos do município como disse o gestor timbaubense também presta atendimentos emergenciais as pessoas de outros municípios.


Timbauba Agora




←  Anterior Proxima  → Página inicial