GOLPE: Jovem Pernambucano Ex morador de Rua Convidado para Estudar em Universidade do Canadá, faz Campanha Para Arrecadar dinheiro e Descobri que a Universidade Não Existe ~ Macaparana Hoje - Informação com agilidade!

AGORA NO BLOG...

terça-feira, 12 de julho de 2016

GOLPE: Jovem Pernambucano Ex morador de Rua Convidado para Estudar em Universidade do Canadá, faz Campanha Para Arrecadar dinheiro e Descobri que a Universidade Não Existe






Vítima de golpe, estudante vai devolver dinheiro arrecadado para estudar Medicina

Fraude foi descoberta pela equipe do Programa Ganhe o Mundo, que investigou que a universidade de Manitoba, no Canadá, sequer existe


Aos seis anos, Denis morava com os pais e três irmãos em baixo de uma ponte em Ipojuca. Foto: Ademar Filho/Governo de Pernambuco

Depois da perseverança, a decepção. O estudante de 17 anos que morou nas ruas e encabeçou uma campanha para conseguir realizar o sonho de estudar medicina, descobriu ter sido vítima de um golpe. Abalado, Denis José da Silva, diz que não vai desistir, mas que vai devolver os R$ 29 mil arrecadados para a viagem até a universidade de Manitoba, no Canadá. A fraude foi descoberta pela equipe do Programa Ganhe o Mundo, da Secretaria Estadual de Educação, que estranhou o fato do estudante ter recebido um comunicado via e-mail com um erro de grafia, descobrindo, em seguida, que a universidade sequer existe.


A superintendência do programa orientou o estudante a responder o e-mail perguntando o número da matrícula para providenciar o visto e a resposta veio nesta segunda-feira, com a revelação que não haveria bolsa disponível.
História - Aos seis anos, Denis José da Silva morava com os pais e três irmãos embaixo de uma ponte, no município de Ipojuca, litoral Sul de Pernambuco. Mudou-se, no mesmo ano, para uma quadra abandonada em Riberão, onde pedia esmolas. Naquela cidade começou a cursar o ensino médio e quando soube da oportunidade de participar do Programa Ganhe o Mundo, quis viajar para aprender outras línguas, outras culturas. Em fevereiro de 2015, no 2º ano do ensino médio, fez a prova classificatória, obteve nota 9,6 e o direito de estudar no Canadá. "Na hora pulei de alegria e contei aos meus pais, que acharam que era mentira e nem ligaram. Minha mãe passou a acreditar a partir do momento que ela teve de ir, junto comigo, às reuniões de orientação. Logo depois veio a retirada de passaporte e foi aí que meu pai acreditou, pois ele que foi comigo, já que minha mãe é analfabeta e não teria como assinar os documentos", lembra.


Em agosto de 2015, o adolescente que sonhava em ser médico foi um dos 90 estudantes que embarcaram rumo à aventura de conhecimento e mudança de vida. Voltou ao Brasil em fevereiro deste ano e hoje cursa o 3º ano do ensino médio. Este ano, aos 17 anos, conseguiu uma bolsa para Rádio e Vídeo, em Massachusetts mas, como não tinha dinheiro para a passagem, perdeu. Recentemente, recebeu um e-mail que seria do responsável pelo setor internacional da Manitoba University, no Canadá, comunicando sua aprovação para o curso de medicina, com direito a dormitório e alimentação no refeitório da universidade. 


Informado de que eria um prazo até setembro para perder a vaga, o estudante não desistiu do sonho e deu início à campanha Rumo ao Canadá por meio do site Vakinha Online e de uma página no Facebook para conseguir os R$ 6 mil necessários para a compra de passagens, agasalhos, alimentação e transporte durante a viagem. Obstinado, Denis conseguiu o dinheiro do visto e como se sustentar financeiramente no país, trabalhando nos finais de semana no hotel e restaurante da senhora que foi a sua avó durante o intercâmbio. Força de vontade, esforço, ele tem de sobra. Não contava com a maldade humana, mas promete não desistir.



Fonte Diario de Pernambuco




←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário