Pernambuco tem 70 municípios sob risco de surto de Aedes ~ Macaparana Hoje - Informação com agilidade!

AGORA NO BLOG...

quarta-feira, 20 de julho de 2016

Pernambuco tem 70 municípios sob risco de surto de Aedes





Entre as arboviroses, a que teve maior incidência de notificações no Estado foi a dengue





Alguns municípios de Pernambuco vivem um momento complicado em relação ao Aedes aegypti. É o que aponta o boletim atualizado dos casos de microcefalia e arbovirores no Estado, divulgado pela Secretaria de Saúde nesta terça-feira (19). De acordo com o índice de infestação predial, 160 municípios estão sob risco de surto ou em situação de alerta.

De acordo com o boletim, 70 municípios pernambucanos estão com risco de surto por conta de infestação predial do Aedes. Outros 90 estão em situação de alerta e apenas 24 estão em situação satisfatória. Fernando de Noronha, por outro lado, não tem indicação técnica para realização do levantamento.
Entre as três doenças, a que teve menor notificação no Estado foi a da zika, que tem fortes ligações com a microcefalia em bebês. Foram 10.656 casos no mesmo período de 1º de agosto de 2015 a 16 de julho. Apesar do número expressivo, só foram confirmados 147 casos e descartados outros 434.

Outro dado revela que 77 crianças morreram em casos ligados a microcefalia – sendo que 39 faleceram logo após o nascimento, enquanto o restante foram natimortos. Entretanto, nenhum teve a microcefalia como causa básica da morte.

Entre 1º de agosto de 2015 e 16 de julho deste ano, foram notificados 88.347 casos suspeitos de dengue e 21.183 foram confirmados. O município com maior incidência (ou seja, número de casos por 100 habitantes) é São João, no Agreste, com 109 casos prováveis. Garanhuns, por ter uma população seis vezes maior do que a outra cidade, teve 162 casos.

Em relação a chikungunya, foram 44.254 casos no mesmo período, com 16.316 confirmados. Nessa mesma época em 2015, foram notificados 163 casos – no ano todo, foram 6.840, com 3.649 confirmados.

No período, foram notificadas 282 mortes por suspeita de alguma das arboviroses, mas só foram confirmadas 26 por exames laboratoriais no caso da chikungunya e sete para dengue. Outra morte foi descartada e o restante ainda está sob investigação.




Fonte Timbauba Agora



←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário