Polícia deflagra operação no Agreste e 17 pessoas são presas entre elas um secretário municipal e um funcionário do Detran/PE ~ Macaparana Hoje - Informação com agilidade!

AGORA NO BLOG...

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Polícia deflagra operação no Agreste e 17 pessoas são presas entre elas um secretário municipal e um funcionário do Detran/PE



materiais-apreendidos



A Secretaria de Defesa Social (SDS), através da Polícia Civil de Pernambuco, no âmbito do Pacto pela Vida, deflagrou na manhã desta quarta-feira (17/8) a Operação “Cidade Alta”, sendo a 21ª Operação de Repressão Qualificada de 2016, decorrente de investigação realizada pela  90ª Circunscrição de Caruaru, 14ª DESEC da Diretoria Integrada do Interior 1- DINTER 1, e sob a presidência do Delegado Circunscricional de Caruaru, Luiz Bernardo. A operação contou ainda com a assessoria do Núcleo de Inteligência do Agreste.DelegadosA operação objetivou desarticular uma associação criminosa, voltada para a prática de roubo, adulteração de sinais identificadores de veículos, porte ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas,  dando cumprimento a 14 mandados de prisão temporária e 08 mandados de busca e apreensão nas cidades de Recife, Gravatá, Caruaru, Arcoverde, Sertânia e Maragogi em Alagoas. A ação resultou na prisão em flagrante de mais 3 pessoas, contabilizando 17 prisões até o momento.Posto policialO resultado da operação será apresentado nesta quinta-feira (17) pela Polícia Civil. Dentre os suspeitos, está o Secretário de Igualdade Racial de Sertânia/PE, José Everaldo Cardoso Gondim e o servidor público do DETRAN/PE de Arcoverde, Hemanuel Jackson Brasiliano Figueiredo, os demais presos são: Luiz Cláudio da Silva, vulgo “Bola”, Almir Rogério Avelino dos Santos, Erasmo de Oliveira Melo, José Sandro Barros da Silva, vulgo “Pé”, José Cláudio da Silva, Josué Gouveia de Barros,vulgo“Jó’, Marcos José de Albuquerque, vulgo “Aleijado”, José Matheus Dantas de Aquino, Antônio Florêncio Neto, Givaldo Ferreira de Arruda Júnior, Joseilda Maria da Silva, vulgo ” Pingo” e Adriana Vicente da Silva Sales,vulgo “Ninha” ou “Galega”.


Na operação foram empregados 62 Policiais Civis, entre Delegados, Agentes, Comissários e  Escrivães, e 16 policiais militares, totalizando 78 policiais. A Operação “Cidade Alta” foi supervisionada pela Chefia da Polícia Civil de Pernambuco e coordenada pela Diretoria  Integrada do Interior 1 – DINTER 1.


Os presos e os materiais apreendidos foram encaminhados a sede da 14ª DESEC em Caruaru, local onde foi divulgado um balanço parcial da operação,  pelo Delegado Sérgio Moura, Gestor de Controle Operacional do Interior 1.


Fonte Pernambuco Conectado

←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário