AGORA NO BLOG...

domingo, 22 de janeiro de 2017

Pernambucana tira nota mil na redação do Enem 2016



Amanda Lobo é uma dos 77 candidatos que tiraram a nota máxima na redação do Exame



Dos 6,1 milhões de estudantes que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), apenas 77 pessoas tiveram nota mil na redação. E entre os 77, está a pernambucana Amanda Lobo, de 20 anos.
Moradora do bairro Parnamirim, Zona Norte do Recife, Amanda pretende cursar medicina na Universidade de Pernambuco (UPE), e conta que já havia passado no curso escolhido no ano passado, mas queria transferir para a UPE. “Em 2015, quando prestei pela quarta vez eu tirei 980 pontos na redação e consegui entrar na UFCG (Universidade Federal de Capina Grande). Comecei o curso no meio do ano passado”, explica a estudante.

Segundo a recifense, a maior dificuldade na preparação foi o tempo para estudar. Além de ter dislexia, Amanda não se preparou para a redação. “Eu fiz cursinho durante alguns anos, mas parei no meio do ano passado para poder me dedicar à faculdade. Em 2016, eu não estudei para a redação, fiz a prova pelo que já tinha aprendido em anos anteriores, mas não achava que ia tirar mil”, comenta.

Devido às ocupações das escolas e universidades por grupos contrários a mudanças educacionais no Brasil, o Enem foi adiado para alguns participantes. E em 2016, os temas das redações do Enem foram "Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil”, nos dias 5 e 6 de novembro, quando a maior parte dos candidatos fez a prova; e “Caminhos para combater o racismo no Brasil”, nos dias 3 e 4 de dezembro. A pernambucana participou da primeira prova e disse em entrevista exclusiva ao Portal LeiaJá que ficou surpresa pelo seu desempenho. “Eu não achava que tinha tanta base para o assunto, mas estou orgulhosa de mim. Até porque tenho dislexia e é um desafio para fazer a prova”.

Esta é a quinta vez que a recifense presta o Enem e estava viajando quando recebeu a notícia pela sua mãe. “Minha mãe que me contou e logo toda a família estava sabendo. Estamos muito felizes”, finaliza Amanda.

Menos redações nota mil

O resultado do Enem foi divulgado pelo Ministério da Educação (MEC) na última quarta-feira (18) e, de acordo com MEC, o número de notas máximas foi bem abaixo das 104 registradas em 2015. Dou outro lado, aumentou o número de candidatos que zeraram ou tiveram a redação anulada no ano passado. Foram mais de 291 mil.

De acordo com a presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Maria Inês Fini, um dos motivos para o zero ou anulação foi fuga ao tema. Ao todo, 46.854 candidatos não seguiram a temática sugerida na prova. Além disso, foram apontados como motivos para os resultados ruins o não atendimento das características do texto dissertativo, cópia do texto base, falta de respeito com os direitos humanos, entre outros. Em relação a esse último ponto, mais de 4 mil candidatos apresentaram proposições que ferem os direitos humanos.

Provas do Enem

O MEC divulgou os desempenhos máximos e mínimos em cada prova do Enem. Dos 8.630.306 inscritos no Enem 2016, 2.494.294 (28,90%) faltaram ao exame. Além disso, 3.942 (0,05%) foram eliminados no primeiro dia e 4.780 (0,06%), no segundo dia, por desrespeitar as regras do exame, seja por preencher incorretamente o cartão de respostas ou portar materiais indevidos.





Fonte Timbauba Agora



←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário