AGORA NO BLOG...

domingo, 5 de fevereiro de 2017

Vereador denuncia professor, policial e até empresário recebendo Bolsa Família na região de Cajazeiras



Mais de 400 pessoas que receberam o benefício, mas estavam fora do perfil exigido, segundo o escritório municipal, poderão devolver o dinheiro




Mais de 400 pessoas que receberam o Bolsa Família no município de São José de Piranhas, mas estavam fora do perfil exigido pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA), segundo o escritório municipal do programa, poderão devolver o dinheiro.
O vereador Mylano Araújo (PSB) denunciou nesta semana, durante sessão da Câmara Municipal, que o benefício estava sendo dado a comerciante, professor, aposentado, policial e até empresário.
– Enquanto pessoas que precisavam do benefício não conseguiam se enquadrar por falta de vaga, outras famílias que já possuíam renda eram beneficiadas – declarou o parlamentar.
Um ‘pente-fino’ feito pelo MDSA em novembro do ano passado encontrou irregularidades em 1,1 milhão de benefícios do Bolsa Família no Brasil, de acordo com a pasta. As irregularidades representam 7,9% dos 13,9 milhões de benefícios. Em todos os casos, foi constatado que a renda das famílias era superior à exigida para a participação no programa.
Na época, o ministério determinou o cancelamento de 469 mil dos benefícios. Nos outros 654 mil casos em que foram encontradas irregularidades, o governo determinou a suspensão dos pagamentos até que sejam esclarecidos eventuais erros no cadastro dos beneficiários.



Fonte Diario do Sertão


←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário