AGORA NO BLOG...

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Ritmo brega vai virar expressão cultural pernambucana


Alepe aprovou, em primeira discussão, projeto que torna o ritmo brega como expressão genuinamente de Pernambuco




Caso projeto seja sancionado, o brega fará parte da reserva de 60% dos recursos de convênios do governo para atividades artísticas / Divulgação
Caso projeto seja sancionado, o brega fará parte da reserva de 60% dos recursos de convênios do governo para atividades artísticas


A Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe aprovou nesta terça-feira (25), em primeira discussão, um projeto de lei que coloca o brega na condição de expressão cultural genuinamente de Pernambuco. Com isso, o ritmo musical fará parte da reserva de 60% dos recursos de convênios do governo para atividades artísticas, além de serem incluídos em grandes eventos contratados pelo Estado.


"O ritmo ainda sofre com preconceitos e subclassificações, impostas por setores historicamente dominantes no cenário cultural e musical do Estado. Essa inadmissível rotulagem também abrange o Poder Público, que muitas vezes não presta o devido reconhecimento ao caráter cultural do ritmo Brega, excluindo-o das grandes apresentações e atividades musicais do Estado. A presente alteração vem conformar essa realidade, por meio do reconhecendo da importância musical, cultural e social do ritmo Brega, parte indissociável da cultura pernambucana", afirma parte do texto da proposta.

O projeto de lei precisa passar por uma segunda discussão na Alepe. Caso seja aprovado, a proposta será encaminhada para o governador Paulo Câmara. "A Assembleia está fazendo justiça com o nosso brega, um movimento cultural espontânea de nossas periferias, que é discriminado, e agora foi colocado como expressão cultural reconhecida pelo Estado", afirmou Edilson Silva (PSOL), autor do projeto.



Fonte Jornal do Commercio



←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário