AGORA NO BLOG...

sábado, 14 de outubro de 2017

Pernambuco registra 8.935 crimes contra o patrimônio em um mês




Isso significa uma média de mais de 297 casos de roubos e assaltos por dia. Governo diz que em setembro houve queda na criminalidade em relação ao mês anterior.
Sede do Depatri - Departamento de Repressão aos Crimes Patrimoniais, no bairro de Afogados, no Recife (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)


A Secretaria de Defesa Social de Pernambuco (SDS) registrou 8.935 Crimes Violentos Contra o Patrimônio (CVPs) em setembro deste ano. Isso significa uma média de mais de 297 casos por dia. De acordo com as estatísticas do governo do estado, são computadas diversas modalidades de ações, como roubos e assaltos a ônibus.


Os números foram apresentados na sexta-feira (13). Segundo a SDS, em setembro de 2017 houve uma redução na criminalidade, na comparação com o mês anterior. Em agosto, ocorreram 10.636 crimes contra o patrimônio. O governo ressalta a queda de 16% entre os dois períodos pesquisados.Para o governo, os dados mostram o menor número de registros desde fevereiro deste ano. No segundo mês de 2017, ocorreram 8.360 casos.


Conforme os dados divulgados pelo governo, em setembro ocorreram 75 assaltos e roubos a ônibus. Isso, segundo a SDS, representa queda de 52% em relação ao mês anterior. Em todo o ano, foram 1.204 investidas a coletivos.


A SDS notificou em setembro 1.455 roubos de veículos. O governo informa que na comparação com o mês anterior houve queda de 15,2%.


Em setembro, houve duas investidas consumadas a instituições financeiras, sendo um carro-forte e uma agência bancária, contra nove em agosto , quando aconteceram ações contra três carros fortes, três agências e três caixas eletrônicos.O estado ressalta o aumento no efetivo de policiamento nas ruas. São 1.500 novos policiais militares atuando em Pernambuco. Nas investigações, as polícias já somam 241 prisões de suspeitos.

A produtividade policial somou, em setembro, 2.111 pessoas autuadas em flagrante e 421 por ato infracional, 541 cumprimentos de mandados de prisão, 507 armas apreendidas e 391 ações de combate ao tráfico de drogas.


Diversas cruzes foram fincadas na praia do Pina em protesto contra homicídios em Pernambuco (Foto: Robson Batista/TV Globo)


Assassinatos


Pernambuco registrou 4.145 homicídios de janeiro a setembro deste ano, número 31,5% maior que o registrado no mesmo período de 2016, quando foram computados 3.152 assassinatos pela Secretaria de Defesa Social (SDS).
Março e abril foram os meses mais violentes deste ano. Foram 551 homicídios em março e 514 mortes em abril. Com 411 crimes contra a vida, setembro foi o sexto mês com mais homicídios, um a menos que agosto.


Contudo, só a capital pernambucana apresentou um aumento de 22 homicídios. Foram 49 em agosto e 71 em setembro. A Região Metropolitana do Recife permaneceu com 114 crimes contra a vida nos dois meses. Já o interior registrou uma diminuição: foram 249 assassinatos em agosto e 226 em setembro.


Segundo a SDS, das 411 pessoas assassinadas em setembro, 57% tinham relação com o tráfico de drogas e outras atividades criminais, sendo mortas pela própria criminalidade; 16% resultaram de conflitos na comunidade, 3% foram latrocínio, 1% conflitos familiares e 1% foram feminicídio
Ao longo de todo o ano de 2016, foram registrados 4.479 homicídios. Olevantamento feito pelo G1 em agosto deste ano mostra as dificuldades enfrentadas pelo "Pacto Pela Vida", política pública lançada em 2007 para cumprir uma meta de redução de 12% das mortes a cada ano e que não vem sendo cumprida nos últimos meses.

Fonte G1Pernambuco


←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário