AGORA NO BLOG...

terça-feira, 1 de maio de 2018

Bonecos gigantes de Lula e Dom Helder marcam presença no Dia do Trabalhador no Recife


Manifestantes fazem concentração na Praça do Deby e seguem em passeata pelo centro da cidade.




Bonecos de Lula e Dom Helder simbolizam a resistência, a luta pela liberdade e em defesa da democracia. Foto: Henrique Lima/Divulgação



A Praça do Derby, no Recife, se transformou numa espécie de “quartel-general” das centrais sindicais, movimentos populares, representantes de partidos políticos e de trabalhadores que vieram participar do ato político para marcar o dia 1º de Maio. A pauta do Dia do Trabalhador teve como pontos centrais a defesa da liberdade do ex-presidente Lula, preso em Curitiba desde o dia 7 de abril, contra a Reforma da Previdência e pela revogação da Reforma Trabalhista.

Do Derby, os manifestantes caminharam por cerca de 1,5 km até as imediações do Shopping Boa Vista, no centro da cidade. Os participantes foram recepcionados pelos bonecos gigantes do ex-arcebispo de Olinda e Recife, Dom Helder Câmara, o Dom da Paz, e pelo boneco de Lula coma faixa presidencial. Segundo os organizadores da manifestação, a dupla foi trazida para simbolizar a resistência, a luta pela liberdade e em defesa da democracia. A presença dos bonecos gigantes chamou a atenção desde a concentração. Muita gente fez questão de tirar fotos para postar nas redes sociais. Eles seguiram em passeata ao som de músicas e discursos contundentes contra o governo Temer e a retirada dos direitos dos trabalhadores, após a aprovação das reformas no Congresso Nacional.

Também teve distribuição de jornais, panfletos, além de venda de livros sobre o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) e a prisão do líder petista. Camisas com as imagens de Lula, da ex-presidente Dilma e da vereadora assassinada do PSol, Marielle Franco, foram colocadas à venda. Faixas e cartazes enfatizando a tese de que “Eleição sem Lula é Golpe”, foram estrategicamente expostos durante o protesto.

os manifestantes caminharam por cerca de 1,5 km até as imediações do Shopping Boa Vista, no centro da cidade. Foto: Henrique Lima/Divulgação
os manifestantes caminharam por cerca de 1,5 km até as imediações do Shopping Boa Vista, no centro da cidade. Foto: Henrique Lima/Divulgação


Além do Recife, os atos políticos aconteceram em outras cidades da Região Metropolitana e do Sertão do estado, como Petrolina. Integrantes das Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, além de representantes da Central Única dos Trabalhadores (CUT-PE) viajaram a Curitiba em apoio a Lula. Pela manhã, no Derby, os representantes da CUT trouxeram uma bandeira de Pernambuco para terminar de ser preenchida com assinaturas e frases de incentivo ao líder petista. A bandeira seguiu viagem para ser entregue a Lula em Curitiba.

Segundo o vice-presidente da CUT, Paulo Rocha, o Dia 1º de Maio não simboliza apenas o combate à violência, mas a defesa dos trabalhadores por melhores condições de vida, pela manutenção de direitos e conquistas como as férias, 13º e aposentadoria. “No Brasil estamos revivendo um período sombrio de violência contra a classe trabalhadora, Na caravana de Lula, por exemplo, houve bala na tentativa de matar as pessoas. Teve tiros no acampamento Marisa Letícia, em Curitiba. Querem a acabar com as proteções sociais que lutamos tanto para conseguir. É um momento de ataques aos direitos e à democracia”, condenou. 



Fonte Diario de Pernambuco



←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário