AGORA NO BLOG...

quinta-feira, 10 de maio de 2018

Marceneiro carpinense constrói bicicleta de madeira




No nosso dia a dia sempre precisamos fazer exercícios físicos, além de nos locomover. Dependendo da ocasião, nada é melhor do que fazer esse percurso utilizando a sábia e importante invenção da bicicleta. A bicicleta é um meio de transporte que não polui o ar e traz muitos benefícios à saúde.

Com mais de 200 de invenção, ela ganhou outra modificação: pode ser feita de madeira. Foi o que realizou o inventor e marceneiro carpinense Luciano José da Silva, 36 anos. Ele observou em vídeo uma bicicleta de madeira, e recriou o seu modelo com modificações do seu gosto. Fez o desenho, definiu os materiais a serem utilizados, comprou as peças, aproveitou as horas vagas do trabalho, de descanso e lazer, e dentro de cerca de 30 dias estava pronta o seu modelo de bicicleta de madeira. “A maior dificuldade foi fazer o desenho, pois vi a invenção apenas em fotos e no you tube”, explicou.
Quando ele passeia nas ruas de Carpina exibindo a sua invenção é saudado pela população, e recebe elogios de amigos e desconhecidos. Segundo ele, pode ser a única bicicleta de madeira feita em Pernambuco: “Sei que há outros modelos  noutras partes do Brasil e do mundo. São modelos semelhantes, mas com modificações diferentes”. Luciano, em média gastou 1 mil reais na construção da bicicleta. Ele pretende comercializar o produto, e “deve custar mais de dois mil, pois é um artesanato, e os materiais para confeccioná-la são caros, disse”.
A bicicleta de Luciano é leve, bonita e sofisticada. “Por ser de madeira, ela absorve bem o impacto com o solo, mesmo sem ter suspensão, por isso apresenta uma leveza para nadar. Várias pessoas me pedem para andar, e confirmaram isso”, salientou.  Com ela pode ser feita grandes percursos, é resistente a sol e chuvas.
A bicicleta lhe trouxe: “mais sensação de liberdade, estabilidade, segurança, bons resultados físicos, não põe a vida de ninguém em risco, nada de estresse no trajeto, economia de tempo e dinheiro, além de contribuir para melhorar o meio ambiente”, concluiu. Luciano fez outra invenção: uma furadeira de bancada, e tem outros projetos engavetados, que por falta de condições financeiras ainda não foram executados.
História da bicicleta – Documentos históricos do Museu de Madrid mostram projetos de uma bicicleta do grande inventor italiano Leonardo da Vinci, mas não foram executados. As primeiras bicicletas eram pesadas, não tinham pedais e as rodas eram enormes.
A mais antiga das bicicletas foi chamada de “cavalinho-de-pau”. Esse importante meio de transporte surgiu em Paris em 1818, não possuía pedais e provocava muito cansaço em que andava com ela. No ano de 1840, o ferreiro escocês Kirkpatrick Macmillan inventou um tipo de pedal, colocado junto à roda traseira. Em 1855, o ferreiro francês Pierre Michaux inventou o pedal, e colocou duas rodas traseiras e uma dianteira.
Foi chamado de velocípede. É conhecido como inventor da bicicleta propriamente dita o francês Pierre Lallement, que em 1862 melhorou o invento e tirou patente. A primeira bicicleta a possuir um sistema com corrente ligada às rodas foi projetada por H.J.Lawson, no ano de 1874. Era o modelo da “biclyclete”.
Na década de 1880, o inventor inglês John Kemp Starley projetou uma bicicleta semelhante às atuais. Possuía guidão, rodas de borracha, quadro, pedais e corrente. A primeira fábrica de bicicletas do mundo foi criada em 1875 e chamava-se Companhia Michaux. Em 1898, as primeiras bicicletas chegaram ao Brasil, vindas da Europa.

Fonte vozdoplanalto


←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário