AGORA NO BLOG...

domingo, 20 de maio de 2018

“NÃO ERA CERTO EU PODER CANTAR”, DIZ TON OLIVEIRA APÓS TRATAMENTO CONTRA O CÂNCER





*Saiba como surgiu a música "Paraíba Joia Rara".
O cantor Ton Oliveira foi a principal atração do programa Momento Junino da TV Borborema/SBT que foi ao ar neste sábado, 19, ao vivo, da Pirâmide do Parque do Povo.







Foi emocionante e triunfal!
Ton foi a última das quatro atrações a se apresentar no programa que ainda contou com os talentosos Edglei Miguel, Gitana Pimentel e Beto Hortis.
Mais magro e sem a sanfona, quando subiu ao palco e começou a cantar, foi inevitável o público não aplaudir e vibrar com a nossa “joia rara”.


Quanta honra de ser nordestino e ser paraibano”, disse Ton quando interpretava uma de suas músicas.

Ton foi contundente e numa palavra resumiu tudo: “milagre”!
Ele se submeteu recentemente a um tratamento oncológico devido a um câncer e como disse aos apresentadores Kalilka Vólia, Cléber Oliveira, ao público da Pirâmide e aos telespectadores, “já se via na possibilidade de não cantar mais”.


Foram noventa longos dias e eis que Ton voltou para o bem da música nordestina, paraibana e seus fãs.
Não era certo eu poder cantar. De vinte dias para cá, tudo mudou”.
EM MAIO DO ANO PASSADO, nos bastidores do Momento Junino, Ton concedeu entrevista ao www.renato diniz.com e falou sobre vários assuntos, entre eles sobre a música Paraíba Joia Rara.

Segue abaixo duas perguntas e respostas sobre a canção:
COMO SURGIU “PARAÍBA JOIA RARA”?

A inspiração veio da própria Paraíba. Da nossa gente; do povo; da própria Paraíba. Da beleza natural que a Paraíba tem. E a música nasceu assim como qualquer outra música nasce. Eu sou compositor desde que eu me entendo ‘de gente’ e a música nasce por acaso, ela chega. Num houve um preparativo, num houve um motivo pra fazer. Surgiu inspirado na beleza. Eu estava na estrada. Eu comecei a música, inclusive pelo refrão admirado pela paisagem... (‘Eu sou da Paraíba é meu esse lugar, a cara desse povo tem a minha cara, encanto de beleza que me faz sonhar, lugar tão lindo assim pra mim é joia rara’)”.

ONDE VOCÊ ESTAVA QUANDO COMPÔS?

Eu estava na estrada entre Arara e Solânea quando deu o estalo. Eu estava com o som ligado, desliguei o som e comecei a imaginar alguma coisa para a Paraíba, (já pelo refrão que eu tinha criado) dizendo que sou da Paraíba, que acho bonito. E quando eu cheguei ao studio, rapidamente eu pedi um lápis e um papel pra concluir aquele refrão e  deixei parte da letra pronta. Essa música entrou ‘nas últimas’, pois eu estava finalizando um disco. Quando eu estava voltando para a casa pela madrugada conclui a letra de Joia Rara. No dia seguinte o disco já estava pronto, mas eu liguei para incluir mais uma música (Paraíba Joia rara). Então eu voltei para o studio com todos os músicos, para fazer o arranjo, pra montar...Como eu senti que a letra estava diferenciada; como eu senti que a letra tinha um potencial, eu queria um arranjo que tivesse a altura daquela letra e daquela melodia. Ai a gente foi pesquisar, procurar, fazer alguma coisa diferenciada (com piano) pra não ficar uma mesmice. A gente foi feliz. São as coisas de DEUS. Não tem muita explicação não”.

Fonte Renato Diniz


←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário