AGORA NO BLOG...

sábado, 21 de julho de 2018

Bruno Araújo devolve indicação ao PSDB-PE e desiste de disputa ao Senado


Deputado tucano citou dificuldade por parte de ''conjunto da aliança'' para manter candidatura



Por meio de nota, Bruno Araújo confirmou devolver indicação ao PSDB-PE / Foto: Felipe Ribeiro / JC Imagem

O deputado federal e presidente do PSDB em Pernambuco, Bruno Araújo, não disputará vaga ao Senado pela chapa da Frente das Oposições de Pernambuco, encabeçada pelo senador Armando Monteiro (PTB). De acordo com nota divulgada pelo próprio tucano, embora tenha sido indicado pela "totalidade do partido", ficou evidente a dificuldade em dar seguimento ao nome dele no pleito por parte do "conjunto da aliança". 


"Mesmo não havendo fato novo que descaracterize o perfil dos nomes até então por nós cogitados para colaborar nas candidaturas majoritárias, ficou evidente a dificuldade levantada por esse conjunto em dar seguimento ao meu nome para uma das vagas ao Senado, sob argumentos que me reservo o direito de discordar, pois eram de conhecimento de todos desde nossas primeiras tratativas", escreveu o deputado em nota.

Plano nacional

Na mesma nota, o deputado também afirma que segue firme "para defender um projeto nacional que precisa oferecer aos pernambucanos outra alternativa ao congestionamento político que existe aqui de apoio a um único candidato presidencial". Bruno foi ministro das Cidades do governo Temer, alvo de críticas por parte do senador Armando Monteiro, que na última terça-feira (17) esteve em Curitiba para visitar o ex-presidente Lula. 
Em entrevista à Rádio Jornal, Armando explicou não querer "disputar monopólio nenhum por causa da fama do presidente Lula, nem vou cobrar isso de ninguém, apenas me coloco de forma coerente de acordo com minha trajetória que fiz aos longos dos anos".
A assessoria de Armando Monteiro, que encabeça a chapa, informou que o pré-candidato ao governo do Estado não comentará a nota de Bruno Araújo.
A outra vaga de pré-candidato à Casa Alta  na chapa já é ocupada pelo deputado federal Mendonça Filho (DEM). Antes da desistência de Bruno, de acordo com o secretário-geral do PSDB no Estado, o deputado federal Betinho Gomes, o vereador André Régis e o ex-prefeito de Jaboatão dos Guararapes Elias Gomes eram cotados para disputar a vaga pela legenda

Confira íntegra da nota:


Companheiros e Companheiras do PSDB.
Desde o ano passado somos, junto com outros partidos, protagonistas na busca de uma alternativa de Governo para os pernambucanos.

Nos últimos dias tem havido um debate interno no conjunto de nossa aliança com a discussão do meu nome a uma das vagas do Senado, indicado pela totalidade do nosso partido
Mesmo não havendo fato novo que descaracterize o perfil dos nomes até então por nós cogitados para colaborar nas candidaturas majoritárias, ficou evidente a dificuldade levantada por esse conjunto em dar seguimento ao meu nome para uma das vagas ao Senado, sob argumentos que me reservo o direito de discordar, pois eram de conhecimento de todos desde nossas primeiras tratativas.

Registro meu agradecimento a totalidade de meu partido e especialmente a um grande conjunto de lideranças das mais diversas correntes partidárias e campos políticos que manifestaram o seu voto de confiança naquele movimento pelo Senado.

Sigo também firme para defender um projeto nacional que precisa oferecer aos pernambucanos outra alternativa ao congestionamento político que existe aqui de apoio a um único candidato presidencial, que não deve ser a única alternativa oferecida a um Estado de histórica e rica diversidade política como o nosso.
Devolvo a meu Partido a honrosa indicação que recebi para que defina o melhor caminho para continuar ajudando a melhorar a vida das pessoas.
Pernambuco nunca faltou ao Brasil...

Bruno Araújo.

Presidente Estadual do PSDB



Fonte JcOnLine


←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário