AGORA NO BLOG...

sábado, 8 de setembro de 2018

Inglesa amputa parte do polegar por causa do vício em roer unhas


Courtney Whithorn precisou amputar parte do polegar por ter desenvolvido um câncer após arrancar a unha do seu dedo


Roer unhas é um hábito dos mais comuns. Há inclusive estudos que apontam que cerca de 30% da população mundial tem esse costume. O ato de roer as unhas associado a quadros de ansiedade, estresse e nervosismo chama-se inclusive onicofagia. No entanto, a mania pode ser mais perigosa do que se pensa. Foi o que aconteceu com a inglesa Courtney Whithorn. A jovem, de 20 anos, precisou amputar parte do polegar por ter desenvolvido um câncer após arrancar a unha do seu dedo.
Courtney começou a roer as unhas quanto estava no ensino médio e sofreu bullying. O hábito começou a ficar cada vez mais frequente, até se tornar um verdadeiro vício. Em 2014, ela chegou a arrancar toda a unha de um dos polegares. Depois disso, o dedo começou a escurecer, mas a estudante universitária conseguiu esconder o problema. Mas em julho deste ano, Courtney foi diagnosticada com um melanoma, um tipo de câncer no polegar que tem ligação ao vício de roer unhas e os traumas provocados pelo ato.
A inglesa passou por quatro cirurgias, todas sem sucesso. Após uma delas, parte do tecido retirado foi enviado para biópsia. O resultado apontou a presença do câncer. Courtney então teve que amputar parte do polegar direito para deter o avanço da doença. Ela chegava ao ponto de manter o polegar escondido com o punho fechado para que ninguém visse. A jovem precisou trancar a matrícula na faculdade para se recuperar.

Fonte Op9


←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário