AGORA NO BLOG...

quinta-feira, 18 de outubro de 2018

Nordeste é a segunda região do Brasil com as piores estradas


Destaque positivo da região foi Alagoas. Estado teve o melhor desempenho e é o único com mais da metade rodovias boas ou ótimas





Resultado de imagem para estradas ruim


O Nordeste do Brasil é a segunda região com as piores estradas do país. O dado foi publicado na 22ª edição da Pesquisa CNT de Rodovias. O trabalho identificou que 58,3% das rodovias nordestinas apresentam estado regular, ruim ou péssimo. O número equivale a 16.769 km. A região só apresenta melhor desempenho do que o Norte, com 77,7% (ou 10.347 km) das estradas regulares, ruins ou péssimas.
No Brasil, dos 107.161 km analisados, 57,0% apresentam algum tipo de problema no estado geral. Em 2017, esse percentual era de 61,8%. A pesquisa considera quesitos como condições do pavimento, da sinalização e da geometria da via.
O destaque positivo da região foi Alagoas. O estado foi de longe o que apresentou melhor desempenho e o único com mais da metade rodovias boas ou ótimas. São 27% das estradas em estado regular, ruim ou péssimo e 73% delas classificadas como ótimas ou boas.
O pior estado nordestino na pesquisa foi o Ceará. Das rodovias do estado, 72,4% estão em condições regulares, ruins ou péssimas e apenas 27,6% receberam a classificação ótima ou boa. Em seguida vem o Rio Grande do Norte, com 69,7% das rodovias em estado regular, ruim ou péssimo e 30,3% em condições ótimas ou boas. O terceiro pior estado da região é o Piauí, com 60,9% das estradas classificadas como regulares, ruins e péssimas e 39,1% ótimas ou boas. O Maranhão apresentou 58,4% das estradas em estado regular, ruim e péssimo 41,6% delas em ótimas ou boas condições.
Sergipe, por sua vez, tem 56,2% das rodovias regulares, ruins ou péssimas e 43,8% classificadas como ótimas ou boas. Logo depois vem a Bahia, com 55,3% das estradas em condições regulares, ruins ou péssimas e 44,7% delas em estado ótimo ou bom. A Paraíba apresenta o terceiro melhor resultado na região. São 54,9% das rodovias qualificadas como regulares, ruins ou péssimas e 45,1% em bom ou ótimo estado. Pernambuco teve a segunda melhor classificação: são 51,7% das estradas regulares, ruins ou péssimas e 48,3% em estado ótimo ou bom.



Fonte Op9


←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário