AGORA NO BLOG...

quarta-feira, 7 de novembro de 2018

Compesa e Grã-Bretanha fazem parceria para reduzir desperdício de água


Serão investidos, nos próximos quatro anos, um total de £ 5 milhões no Estado, através do Banco Mundial




O investimento faz parte do Prospect Found do governo britânico, criado para incentivar projetos de inclusão de gênero e desenvolvimento econômico nos países em desenvolvimento / Foto: Alexandre Gondim/ JC Imagem



Para reduzir as perdas do sistema de abastecimento de água em Pernambuco, o governo britânico – através do Banco Mundial – em parceria com a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), está investindo ao longo dos próximos quatro anos um total de £ 5 milhões no Estado. Os recursos serão gerenciados pelo Banco Mundial e servirão, num primeiro momento, para estudos da situação hidrográfica da Região Metropolitana do Recife, para posteriormente serem utilizados na abertura de processo licitatório para implantação de tecnologias que auxiliem a resolução dos problemas identificados
Na primeira fase do programa, a Vila Sotave, em Jaboatão dos Guararapes, deverá ser a área escolhida pela Compesa e o Banco Mundial para implantação do projeto piloto, por possuir altos índices de desperdício de água. “O bairro escolhido será um piloto para executarmos os estudos e implantarmos soluções para redução e controle de perdas. A ideia é que esse piloto seja um exemplo escalonável, para replicar em outras regiões da RMR, dependendo do custo”, afirma a gerente de projetos do segmento Cidades Inteligentes do Consulado Britânico no Recife, Gabriela Figueiredo.

Investindo em países em desenvolvimento


O investimento em Pernambuco faz parte do Prosperity Fund do governo britânico, criado para incentivar projetos de inclusão de gênero e desenvolvimento econômico nos países em desenvolvimento. Além do Recife, São Paulo também será contemplada com um projeto de mesmo valor no segmento de mobilidade.
“O fundo foi criado desde 2015 e, ao todo, dispõe de £ 1,3 bilhão de recursos para investimento em todo o mundo. No Brasil, o total disponível é de £ 80 milhões. O Prosperity Fund apoia projetos em várias áreas, como comércio, energia e cidades inteligentes – com projetos de saneamento e mobilidade”, explica o Conselheiro de Prosperidade do Governo Britânico no Brasil, Iain Frew.


Os recursos do fundo, diferente de outras fontes, não são repassados diretamente para a Compesa, e sim administrados pelo Banco Mundial. O prazo para conclusão da primeira etapa do projeto é até julho de 2019.

O foco em saneamento foi definido a partir de estudo do próprio Banco Mundial. Segundo o consulado, a capital pernambucana apresenta índice de até 53% de desperdício da água distribuída à população.

A assinatura do projeto será realizada hoje, no bairro de Santo Amaro, com participação do presidente da Compesa, Roberto Tavares, e de representantes do governo britânico.



Fonte JcOnLine


←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário