AGORA NO BLOG...

segunda-feira, 19 de novembro de 2018

Novo edital do Mais Médicos oferece 426 vagas em Pernambuco e 2.889 vagas no Nordeste


Ministério da Saúde vai publicar nova chamada nesta terça-feira, e inscrições ficarão abertas até domingo. As atividades devem ter início no próximo dia 3



Resultado de imagem para mais medicos



A região Nordeste terá 2.889 vagas no novo edital do programa Mais Médicos, que será publicado nesta terça-feira (20). A informação foi divulgada pelo Ministério da Saúde. Ao todo, serão oferecidas 8.517 vagas em todo o país para atuação em 2.824 municípios e 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI), que antes eram ocupadas por médicos da cooperação com Cuba.
O estado do Nordeste com maior número de vagas abertas é a Bahia, serão 853 contratações. Em segundo lugar vem o Maranhão, com 469. Em terceiro, Pernambuco, com 436. O Ceará terá 443 vagas e todos os demais estados ficarão com menos de 200, cada: Piauí, 199; Rio Grande do Norte, 139; Alagoas e Paraíba, 128; e Sergipe, 94.


O anúncio do novo edital e das vagas foi feito nesta segunda-feira (19) pelo ministro Saúde, Gilberto Occhi. As inscrições começam a partir das 8h da quarta-feira (21) e ficarão abertas até o dia 25 deste mês para os médicos brasileiros com CRM Brasil ou com diploma revalidado no país. As inscrições podem ser feitas por meio do site maismedicos.gov.br. O início das atividades está previsto para 3 de dezembro.
A nossa preocupação foi diminuir os prazos da inscrição até a chegada do médico no município. Essa foi uma medida imediata, melhor forma, mais rápida e mais eficaz de não deixar faltar assistência médica em áreas com médico da cooperação.
Gilberto Occhi
Ministro da Saúde
De acordo com o Governo Federal, esse primeiro edital é emergencial. Uma medida tomada pela gestão para garantir a assistência em locais que contam com profissionais de Cuba. Está prevista a abertura de uma nova chamada no dia 27 de novembro para brasileiros formados no exterior e estrangeiros.
A diminuição da participação dos médicos cubanos no Mais Médicos foi implementada pelo Ministério da Saúde desde 2016. Naquele ano, havia cerca de 11,4 mil médicos de Cuba no programa. Atualmente, havia 8.332 profissionais cubanos em atividade. Além dos médicos ativos, também serão substituídos 185 médicos da cooperação que estavam no período de recesso ou tinham encerrado a participação.
Programa foi criado em 2013 e ampliou a Atenção Básica
O programa Mais Médicos foi criado em 2013 e ampliou à assistência na Atenção Básica com a fixação de profissionais nas regiões com carência de médicos. O programa conta com 18.240 vagas em mais de quatro mil municípios e 34 DSEIs, levando assistência para cerca de 63 milhões de brasileiros.
Os profissionais do Mais Médicos recebem bolsa-formação (atualmente no valor de R$ 11,8 mil) e uma ajuda de custo inicial entre R$ 10 e R$ 30 mil para deslocamento para o município de atuação.
Além disso, todos têm a moradia e a alimentação custeadas pelas prefeituras. Desde 2017, o Ministério da Saúde passou a reajustar o valor da bolsa anualmente aos médicos participantes e concedeu, também, um acréscimo de 10% nos auxílios moradia e alimentação de profissionais alocados em DSEI.
DISTRIBUIÇÃO DAS VAGAS POR ESTADO:



Fonte Op9





←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário