AGORA NO BLOG...

terça-feira, 4 de dezembro de 2018

Operação combate facções criminosas em AL, PE, PB e outros 11 estados


Articulação foi feita pelo Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas, do Ministério Público, e foi deflagrada na manhã desta terça






O Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas (Gncoc) deflagrou na manhã desta terça-feira (4) uma grande operação de combate a integrantes de facções criminosas em 14 estados e no Distrito Federal (DF). As diligências estão sendo realizadas nos estados do Acre, de Alagoas, do Espírito Santo, de Goiás, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, da Paraíba, do Paraná, Rio de Janeiro, de Roraima, do Rio Grande do Sul, de Santa Catarina, São Paulo, do Tocantins e no DF. Em todo o país, os alvos são integrantes da facções criminosas, entre elas, o PCC, Comando Vermelho (CV), Terceiro Comando Puro (TCP), Amigo dos Amigos (Ada), Primeiro Comando de Vitória (PCV) e a paraibana Okaida RB.
As ações envolvem dez Grupos de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaecos) do Ministério Público brasileiro. Os policiais civis estão cumprindo 266 mandados de prisão e 203 de busca e apreensão. No DF, a operação foi coordenada pelo Núcleo de Controle e Fiscalização do Sistema Prisional. Estão sendo cumpridos mandados de busca e apreensão e de prisão contra integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC). Durante as buscas, que aconteceram em Santo Antônio do Descoberto, cidade goiana no Entorno do DF, foram apreendidos telefones celulares, anotações e cadastros ligados à facção criminosa.
No Tocantins, foi realizada inspeção na Casa de Prisão Provisória de Palmas, para apreender armas, drogas, explosivos, aparelhos de comunicação móvel e cadastros de integrantes das facções. O Gncoc foi criado em fevereiro de 2002, por iniciativa do Conselho Nacional de Procuradores-Gerais dos Ministérios Públicos dos Estados e da União (CNPG), para combater o crime organizado em todo o país.
Operação em Alagoas, Pernambuco e Paraíba
A megaoperação resultou na prisão de 19 pessoas na Região Metropolitana de João Pessoa durante a manhã desta terça-feira (4). De acordo com a polícia, a ação teve início na noite de segunda-feira (3) com 11 pessoas presas e foi concluída nesta terça-feira quando oito pessoas que já estavam em presídios também receberam os mandados de prisão. Na Paraíba, o alvo principal da operação é a facção criminosa Okaida RB, uma dissidência da Okaida.
Em Alagoas, o Gaeco foi às ruas em Maceió e São Miguel dos Milagres para cumprir 13 mandados de prisão e 14 de busca e apreensão, todos expedidos pela 17ª Vara Criminal da Capital. Os alvos têm ligação com o Primeiro Comando da Capital (PCC), facção criminosa de São Paulo que vinha agindo principalmente em São Miguel dos Milagres, município localizado no litoral norte do estado. Lá, três irmãos são acusados de comandar vários ilícitos penais, entre homicídios e tráfico de drogas. Na capital alagoana, foram presos Cristiano Joaquim da Silva, conhecido como “Debochado”, e José Ailton da Silva, apelidado de “Bicho Solto”. Já no interior, as prisões foram efetuadas contra Ivaldo José Lins Costa (Neguinho), João Pedro Teixeira da Silva, Valdir Carvalho Ferreira (Canela) e Leandro Carlos dos Santos, conhecido como Xaropinho.
Na cidade de Bom Conselho, em Pernambuco, foi preso Marcelo Torres Izidoro, irmão de Marcos Torres e Anderson Damião. Marcos Torres, por sua vez, morreu durante troca de tiros com a polícia, segundo informações do MPE. Anderson permanece foragido.  Os três eram os principais nomes do PCC na região Norte de Alagoas.



Fonte Op9




←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário