AGORA NO BLOG...

terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

Às vésperas do carnaval, reunião decide aumento de passagens


Reunião do Conselho Superior de Transporte Metropolitano será nesta quinta-feira, às 8h30


Após cumprimento de prazo judicial, tema poderá ser debatido e até mesmo aprovado. Foto: TV Clube/Reprodução



Enquanto a população conta as horas para cair no frevo, o Governo de Pernambuco agendou para a próxima quinta-feira (28) uma nova reunião do Conselho Superior de Transporte Metropolitano. Passados os dez dias solicitados pela Justiça, a pauta do encontro será o reajuste das tarifas de ônibus na Região Metropolitana. A convocação foi feita pelo presidente do Conselho, o secretário de Desenvolvimento Urbano de Pernambuco, Marcelo Bruto. O encontro será às 8h30, na sede da secretaria, no bairro da Iputinga.

No último dia 11, o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) suspendeu, por pelo menos dez dias, o possível reajuste. A decisão foi tomada pelo juiz Djalma Andrelino Nigueira Júnior, da 4ª Vara da Fazenda Pública do Recife. O juiz atendeu a uma ação popular movida pela entidade Articulação Recife pelo Transporte. “Para a Frente de Luta é uma demonstração clara e evidente de que o CSTM apenas se reúne para chancelar os acordos entre empresários e governo já firmados em outros espaços. Nenhuma outra pauta será discutida no CSTM, como as questões relacionadas ao SIMOP, a tarifa única e a integração temporal”, disparou a entidade através de nota à imprensa.
Para Frente de Luta pelo Transporte Público, ainda pairam dúvidas sobre o que será reajustado se o preço remunerado pelo estado e empresas de ônibus ou a tarifa final ao usuário, valor real das passagens. “Tais questionamentos são objeto de três ações judiciais e até agora o Judiciário não deu a última palavra. Além do mais, o Manual de Operações do STTP/RMR determina que o reajuste das tarifas só pode ocorrer levando em conta o IPCA, no entanto, desde 2015, todos os aumentos se deram acima do índice oficial”, criticou.
Novos valores para as tarifas
Em janeiro de 2018, as empresas de ônibus propuseram um aumento de 16,18% nas tarifas. Já o Grande Recife Consórcio de Transporte defende um reajuste de 7%. As entidades populares de defesa do transporte público defendem a redução no valor da tarifa do Anel A, que atualmente é de R$ 3,20. A Frente de Luta Pelo Transporte Público de Pernambuco e Articulação Recife pelo Transporte reivindicam o valor de R$ 2,70, além da extinção dos outros anéis.
Ônibus novos na garagem
A Frente de Lutas também entrou com representação no Ministério Público para que seja investigada a prática das empresas que têm deixado os ônibus novos parados em suas garagens, mesmo após a aquisição ter sido incluída no cálculo da tarifa. “Portanto, como falta transparência e como estas questões todas estão sub judice, configura-se temerário e irresponsável o governo chancelar qualquer tipo de aumento neste momento”, destacou.


Fonte OP9


←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário