AGORA NO BLOG...

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019

Depois de mais de 600 mil assinaturas pelo mundo todo, Lula é oficialmente candidato ao prêmio Nobel da Paz, diz Carol Proner


Abaixo-assinado em favor da candidatura do ex-presidente supera as 600 mil assinaturas




Em janeiro, o diário francês l’Humanité dedicou uma capa à uma campanha internacional para que Lula fosse indicado ao Nobel da Paz.
A chamada define o ex-presidente do Brasil, detido em Curitiba desde abril do ano passado, como preso político e “um exemplo mundial da luta contra a pobreza”.

Depois de mais de 600 mil assinaturas pelo mundo todo e prol da sua candidatura o Prêmio Nobel da Paz, o ex-presidente Lula foi oficializado como pleiteante à deferência máxima da Academia Sueca; a jurista Carol Proner tuitou: “o ex-presidente Lula é oficialmente candidato ao prêmio Nobel da Paz; na primeira fase da campanha, o ex-presidente conseguiu apoio de todas as categorias, incluindo chefes de Estados e ganhadores do prêmio em outras edições”

PT mantém discurso de perseguição política

Gleisi Hoffmann, presidente do PT, acredita que a condenação de Lula proferida no último dia 6/02, pela juíza federal Gabriela Hardt, faz parte de uma perseguição política e tem o objetivo de impedir que o ex-presidente ganhe o prêmio Nobel.
“Uma segunda condenação a jato foi proferida, exatamente quando cresce a possibilidade de Lula ser Nobel da Paz”, escreveu a petista em sua conta no Twitter.
Por meio meio de nota, divulgada no site do PT, a presidente da sigla considera a condenação “injusta e ilegal”.. 
“Ela vem no momento em que Lula é indicado ao Prêmio Nobel da Paz por mais de meio milhão de apoiadores”.
Além disso, a nota cita que “a maioria da sociedade brasileira e a comunidade internacional sabem que Lula é um preso político em nosso país”.


Fonte Brasilia de Fato
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário