AGORA NO BLOG...

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

Incêndio no Flamengo interrompe sonhos em nova tragédia nacional


Entre os dez mortos confirmados está o goleiro Christian Esmério, 15 anos, que integrava a Seleção Brasileira na base. Ele era considerado uma das maiores promessas da categoria
Resultado de imagem para incendio flamengo


O mundo do futebol está de luto. O incêndio que deixou dez mortos e três pessoas feridas no Centro de Treinamento do Flamengo, no Rio de Janeiro, acabou com os sonhos de vários garotos que buscavam conquistar seu lugar no esporte. Entre os mortos, está o goleiro Christian Esmério, 15 anos, que também defendia a Seleção Brasileira na base.
Nascido no Rio de Janeiro, Christian era uma promessa da categoria. Nas suas redes sociais, muitas fotos do atleta treinando na Granja Comary, em Teresópolis. O goleiro chegou inclusive até a conhecer o treinador do Brasil, Tite.
Christian atravessava um bom momento também na vida pessoal. Ele havia começado a namorar no final do ano passado. Christian também demonstrava ser uma pessoa bastante ligada à família. Nas suas postagens, era comum vê-lo falando da sua mãe. Outra característica do goleiro era sua religiosidade. Ele sempre mencionava Deus nas publicações.
Outra vítima que teve a identidade confirmada é o zagueiro Arthur Vinicius, que morava com a família em Volta Redonda e completaria 15 anos neste sábado (9). Ele estava há três anos no Flamengo. No final de 2018, Arthur havia sido convocado para a Seleção brasileira sub-15.
O catarinense Bernardo Pisetta, 14 anos, também morreu na tragédia. Assim como Christian, ele era goleiro. Bernardo tinha passagens pela base do Avaí e do Athlético Paranaense e defendia o Flamengo desde o ano passado.
A quarta vítima identificada é o mineiro Pablo Henrique da Silva Matos, de 14 anos. O jogador do sub-15 do Flamengo era primo do zagueiro, Werley, do Vasco. Pablo estava no Flamengo desde o ano passado e já havia passado pelo Atlético Mineiro e pela Inter Academy, programa oficial da Inter de Milão.
O quinto morto é o catarinense Vitor Isaías, 15 anos. Vitor estava no Flamengo há seis meses, e antes defendia o Athlético Paranaense. Ele iniciou sua carreira no futsal do Figueirense e era agenciado pelo ex-jogador flamenguista Sávio Bortolini.
Outra vítima da tragédia foi o sergipano Áthila Paixão, 14 anos. Natural da cidade de Lagarto, Áthila era atacante e atuava há quase um ano no Flamengo. Ele foi formado pela Escolinha Geração do Futuro, a mesma do atacante Diego Costa, do Atlético de Madrid. Áthila foi descoberto em abril de 2018, após se destacar na Copa Zico.
A secretaria municipal de Saúde do Rio de Janeiro divulgou os nomes dos três atletas feridos no incêndio, que estão internados do Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca. Jonathan Cruz Ventura, de 15 anos, está em estado gravíssimo, teve 40% do corpo queimado, foi operado e deve ser transferido ainda nesta sexta-feira para o Hospital Pedro II, em Santa Cruz, especializado em queimados. Cauan Emanuel Gomes Nunes, de 14 anos, e Francisco Diogo Bento Alves, de 15 anos, também estão no Lourenço Cruz, mas serão transferidos para um hospital particular.
Clubes rivais manifestam solidariedade
A tragédia gerou diversas manifestações de solidariedade entre jogadores e clubes. O Fluminense divulgou nota lamentando o fato. “Hoje não há clima para treino. As atividades do dia foram canceladas. Jogadores e membros da comissão técnica se solidarizam com as vítimas e familiares da tragédia que aconteceu no Ninho do Urubu”, escreveu o time tricolor, em seu perfil no Twitter, decretando luto oficial de três dias.
A tragédia sensibilizou, de igual modo, a equipe do Vasco da Gama, também sediada no Rio de Janeiro. “O CRVG [Club de Regatas Vasco da Gama ] lamenta profundamente o trágico incêndio no CT [Centro de Treinamento] do Flamengo. A Direção Administrativa manifesta pesar e solidariedade aos familiares das vítimas, bem como à Direção e a todos os atletas do CRF [Clube de Regatas do Flamengo]. Colocamo-nos à disposição para auxiliar no que for necessário. #ForçaFlamengo”, disse, em postagem também publicada no Twitter.
Na mesma rede social, o Botafogo lamentou o acontecimento, dizendo que “hoje não tem rivalidade, não tem disputa, não tem vitória”. “Estamos todos derrotados e a dor é muito grande. Força ao @Flamengo, às vítimas e a todas as famílias das pessoas envolvidas na tragédia do Ninho do Urubu. #ForçaFlamengo”, acrescentou. Em respeito às vítimas, a partida que seria disputada amanhã (9), às 19h, entre Flamengo e Fluminense, no Maracanã, foi cancelada.


Fonte OP9


←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário