AGORA NO BLOG...

quarta-feira, 15 de maio de 2019

Cidades de todos os estados brasileiros têm atos contra bloqueios na educação


MEC anunciou contingenciamento total de R$ 1,7 bilhão, escolas e instituições de ensino superior fazem paralisação de um dia




Algumas cidades brasileiras amanheceram, nesta quarta-feira (15), com manifestações contra o bloqueio de recursos para a educação anunciado pelo MEC. Os 26 estados e o Distrito Federal registraram atos pacíficos. Universidades e escolas também tiveram paralisações.
Ainda no mês de abril, o Ministério da Educação divulgou que todas as universidades e institutos federais teriam bloqueio de recursos. Em maio, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) informou sobre a suspensão da concessão de bolsas de mestrado e doutorado.
Algumas entidades ligadas a movimentos estudantis, sociais e a partidos políticos e sindicatos convocaram a população para uma greve de um dia, nesta quarta-feira (15), contra as medidas na educação anunciadas pelo governo do presidente Jair Bolsonaro.
Segundo o Ministério da Educação, o bloqueio é de 24,84% das chamadas despesas discricionárias, que são aquelas consideradas não obrigatórias, que incluem gastos como contas de água, luz, compra de material básico, contratação de terceirizados e realização de pesquisas. O valor total contingenciado, considerando todas as universidades, é de R$ 1,7 bilhão, ou 3,43% do orçamento completo, incluindo despesas obrigatórias.
Em Pernambuco, houve paralisação de professores de universidades federais. Na Zona Oeste do Recife, professores da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) fizeram atendimento à população gratuitamente, como forma de explicar sobre a importância do serviço prestado. Em Caruaru, no Agreste, e em Serra Talhada, no Sertão, manifestantes também foram às ruas.
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário