AGORA NO BLOG...

quarta-feira, 5 de junho de 2019

Poder Legislativo concede Medalha Joaquim Nabuco ao médico Hildo Azevedo



Uma vida dedicada à prática da medicina de alta complexidade tornou o médico Hildo Rocha Cirne de Azevedo Filho uma referência mundial. O chefe do Serviço de Neurocirurgia do Hospital da Restauração (HR) e professor da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade de Pernambuco (UPE) recebeu da Assembleia Legislativa, na noite desta terça (4), a Medalha Joaquim Nabuco, Classe Ouro (edição 2018), em Reunião Solene proposta pelo deputadoAntônio Moraes (PP).

Reunião Solene para entrega da Medalha Joaquim Nabuco, Classe Ouro, ao médico neurocirurgião Hildo Rocha Cirne de Azevedo Filho
AGRADECIMENTO – “Venho prestar contas ao povo, que pagou todos os meus estudos e, ao longo da minha vida, o meu salário”, disse o neurocirurgião. Foto: Giovanni Costa

Anualmente, duas pessoas (física e jurídica) podem ser condecoradas com a honraria, desde que tenham prestado relevantes serviços ao Estado ou ao País.  “A contribuição do Dr. Hildo à medicina o transformou num influente cientista, projetando-o mundialmente. O resultado de 48 anos de trabalho, estudos e pesquisas credenciou esse pernambucano ao reconhecimento fora das fronteiras do Brasil”, elogiou o presidente da Alepe, deputado Eriberto Medeiros (PP), responsável por comandar a cerimônia, realizada no Auditório Sérgio Guerra, no prédio-sede da instituição.
O parlamentar lembrou que, em agosto do ano passado, o médico neurologista foi eleito presidente honorário da Federação Mundial das Sociedades de Neurocirurgia (WFNS, na sigla em inglês), em Istambul, na Turquia. O evento reuniu cientistas de vários países. “Ele foi o único brasileiro entre notáveis nomes da neurocirurgia internacional. Orgulho para Pernambuco”, exaltou Medeiros.
Antônio Moraes também destacou a importância do pesquisador por inserir o Estado no mapa da neurocirurgia mundial. “Ele guiou por anos a fio, com brilhantismo e resistência, a formação de uma geração de alta qualidade de médicos e trouxe esperança de cura para uma população carente e desamparada do Nordeste brasileiro”, salientou o autor da homenagem.
O deputado ainda frisou que um dos mais notórios feitos de Azevedo reside na “luta e devoção incansável” ao Sistema Único de Saúde (SUS). “A inquestionável postura de dedicação aos pacientes, sobretudo aos que se encontram em situação de vulnerabilidade, é traço marcante de seu legado para Pernambuco. Uma característica dele é a forma igualitária com que trata os enfermos, independentemente de origens sociais”, complementou.

Reunião Solene para entrega da Medalha Joaquim Nabuco, Classe Ouro, ao médico neurocirurgião Hildo Rocha Cirne de Azevedo Filho
Entre os títulos conquistados pelo médico estão o de doutor em Medicina pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e  de Master of Science pela Universidade de Oxford, na Inglaterra. Hildo Azevedo também é membro da Sociedade Britânica de Neurocirurgia, da Faculdade Real de Cirurgiões de Edimburgo (Escócia) e ex-presidente da Academia Brasileira de Neurocirurgia.
O neurologista declarou se sentir orgulhoso, mas, antes de tudo, agradecido por receber a Medalha Joaquim Nabuco. “Esta comenda é dada pelo povo de Pernambuco, por meio de seus representantes, e reflete todos os anos que dediquei ao serviço público.” Azevedo disse que, após concluir os estudos na Inglaterra, voltou para tentar fazer algo diferente pela saúde do Estado, principalmente pela população mais carente.

“O advento do Sistema Único de Saúde (SUS) nos deixou com a missão de tratar 80% da população de Pernambuco, e eu tentei reinventar a neurocirurgia aqui, servindo como funcionário público e professor da UPE. Venho prestar contas ao povo, que pagou todos os meus estudos e, ao longo da minha vida, o meu salário”, enfatizou. Além da medalha, o médico recebeu um diploma.
Entre as autoridades presentes, estavam o secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo; o ex-governador João Lyra; a prefeita de Caruaru, Raquel Lyra; o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE) Carlos Porto; o conselheiro André Dubeux, do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe); e a presidente da Associação Médica de Pernambuco (Ampe), Helena Carneiro Leão. A solenidade contou com apresentações musicais do cantor Ed Carlos e do Coral Vozes de Pernambuco, formado por servidores da Assembleia.


Fonte Alepe



←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário