AGORA NO BLOG...

sábado, 31 de agosto de 2019

Falta de verba ameaça realização da Exposição de Animais 2019


Exposição de Animais é realizada há 77 anos no Parque de Exposição do Cordeiro


Falta de verba ameaça realização da Exposição de Animais 2019

Há 77 anos, o Parque de Exposição do Cordeiro, na Zona Oeste do Recife, recebe milhares de visitantes na tradicional Exposição de Animais. Só em 2018, foram 250 mil pessoas, movimentando mais de R$ 30 milhão. No entanto, em 2019, o evento corre o risco de acontecer.
Segundo Delmiro Gouveia, presidente da Sociedade Nordestina dos Criadores,  responsável pela realização do evento, aponta que o motivo seria falta de dinheiro. “Isso é uma situação clara. Estamos a 60 dias da 78ª Exposição de Animais e a situação é concreta devido à falta de pagamentos pretéritos, precisamente da exposição do ano passado, e até agora nenhuma resposta quanto ao evento deste ano”, disse.
De acordo com o presidente, o Governo do Estado, através da Secretaria de Agricultura, é responsável por repassar cerca de R$ 770 mil, mas esse dinheiro não chegou desde o ano passado. Por conta disso, muitos fornecedores estão se recusando a participar da feira enquanto não receberem o valor de 2018.

Exposição com data marcada  

Ainda segundo o presidente, a Exposição de Animais está marcada para começar no dia 14 de novembro. Enquanto isso, ele deu um prazo para que a situação seja resolvida e o evento confirmado. “Na realidade, nós precisamos [do dinheiro] de 60 a 70 dias antes da feira porque os animais não entram no dia da exposição, entram no decorrer de dez dias antes (...) Você tem que contatar os criadores no sentido de preparar o animal para que venha expor”, detalhou, lembrando que os animais vêm de outros estados.

Resposta 

Em resposta, a Secretaria de Desenvolvimento Agrário diz que não foi procurada pela Sociedade Nordestina dos Criadores sobre a denúncia. 
A Secretaria de Desenvolvimento Agrário esclarece que foi procurada apenas uma vez pela Sociedade Nordestina dos Criadores desde que a atual diretoria da instituição tomou posse, no último mês de abril, e mesmo assim em uma visita de cortesia. Esclarece também que, até o momento, a única demanda recebida em relação à Exposição de Animais deste ano foi a reserva do Parque de Exposições do Cordeiro de 16 a 24 de novembro para a realização do evento.
Desde janeiro, o Governo de Pernambuco vem mantendo diálogo frequente com as entidades representativas do setor, a exemplo de Sinproleite e Avipe, e com os próprios criadores de animais do Estado. Vem também desenvolvendo uma série de ações para fortalecer a pecuária pernambucana, como a edição dos decretos 47.182, 47.189, 47.220 e 47.356, a pedido dos produtores de leite, que contemplaram a revogação da isenção fiscal para importação de leite em pó, soro de leite e mistura láctea; reformulação da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva do Leite e Derivados, o fim de benefícios fiscais para movimentações com leite em pó, soro de leite e mistura láctea via centrais de distribuição e o recolhimento antecipado do ICMS na aquisição de leite in natura proveniente de outras unidades da Federação.
A Secretaria lembra ainda que a própria sede da Sociedade Nordestina dos Criadores ocupa espaço cedido, sem ônus, no Parque de Exposições do Cordeiro, de propriedade do Estado.
Por fim, a Secretaria de Desenvolvimento Agrário estranha o fato de a instituição ter procurado a imprensa para abordar tal assunto sem nunca ter tratado do tema ou apresentado tal pleito a esta Secretaria e reitera estar de portas abertas para discutir as demandas de toda a cadeia produtiva do setor agropecuário pernambucano.


Fonte G1


←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário