AGORA NO BLOG...

sexta-feira, 27 de setembro de 2019

‘Eu ia matar ele (Gilmar Mendes) e depois me suicidar’, diz Rodrigo Janot a jornal


De acordo com o ex-procurador-geral, logo depois de ele apresentar uma exceção de suspeição contra Gilmar Mendes, o ministro difundiu uma ‘história mentirosa sobre sua filha’. ‘E isso me tirou do sério’



O ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, afirmou nesta quinta-feira (26) ao Estadão que, no momento mais tenso de sua passagem pelo cargo, chegou a ir armado para uma sessão do Supremo Tribunal Federal (STF) com a intenção de matar a tiros o ministro Gilmar Mendes. “Ia ser assassinato mesmo. Ia matar ele (Gilmar) e depois me suicidar”, afirmou Janot.
De acordo com o ex-procurador-geral, logo depois de ele apresentar uma exceção de suspeição contra Gilmar Mendes, o ministro difundiu “uma história mentirosa” sobre sua filha. “E isso me tirou do sério.”
Ao se defender em ofício à então presidente do STF, Cármen Lúcia, Gilmar afirmou que a filha de Janot – Letícia Ladeira Monteiro de Barros – advogava para a empreiteira OAS em processo no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Segundo o ministro, a filha do ex-PGR poderia na época “ser credora por honorários advocatícios de pessoas jurídicas envolvidas na Lava Jato”.
Fonte: https://www.em.com.br


←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário