AGORA NO BLOG...

terça-feira, 17 de setembro de 2019

Temer diz que Impeachment de Dilma foi ‘golpe’


O ex-presidente disse ainda que “Se Lula fosse nomeado ministro, o impeachment de Dilma não teria acontecido”


Foto: Reprodução/TV Cultura
Em entrevista concedida ao programa Roda Viva, da TV Cultura, na noite desta segunda-feira (16), o ex-presidente da República, Michel Temer (MDB) referiu-se por mais de uma vez ao processo de impeachment, sofrido pela petista Dilma Rousseff, com a palavra “golpe”. Algo que nunca tinha feito anteriormente.
O emedebista afirmou aos entrevistadores que “Jamais apoiei ou fiz empenho pelo golpe”, mas quando indagado sobre a participação dele e do partido durante o processo disse que “O PMDB não colaborou para o impeachment. Eu colaboraria”, declarou o ex-presidente.
Michel Temer assumiu a presidência em 2016, após a saída de Dilma. Revelou que tentou impedir o avanço do processo e que “se Lula fosse nomeado ministro, o impeachment de Dilma não teria acontecido”.
Temer é investigado, no âmbito da Operação Lava Jato, por crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e peculato, além de ser réu em 6 processos, chegou a ser preso por duas vezes em março e em maio deste ano.
Sobre o governo Bolsonaro, o ex-presidente destacou apenas um ponto positivo: “ este ponto positivo, modéstia de lado, é porque ele está dando sequência a tudo aquilo que eu fiz”, finalizou.




Fonte Portal de Prefeituras
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário