AGORA NO BLOG...

sábado, 29 de fevereiro de 2020

Anderson deve ter apoio do PSD de André de Paula


O prefeito e André Ferreira foram recebidos por André de Paula

Anderson Ferreira e André de Paula

Um anúncio formal deve ocorrer em breve, mas o prefeito de Jaboatão, Anderson Ferreira, se debruça sobre amarrações com o PSD, presidido, em Pernambuco, pelo deputado federal André de Paula. Anderson, que vai concorrer à reeleição, tem intensificado a construção de alianças. Recentemente, formalizou o apoio do Solidariedade, comandado pelo deputado federal Augusto Coutinho, que, por sua vez, terá o PL de Anderson e o PSC, dirigido por André Ferreira, apoiando a candidatura à reeleição do prefeito de Olinda, Professor Lupércio. Nas conversas com o PSD que vêm se ultimando, a disputa de Olinda também entra no radar. Ainda ontem, o PSD bateu o martelo e também e decidiu apoiar Lupércio assim como os Ferreira. O fato de os imãos Anderson e André integrarem o mesmo grupo, presidindo partidos diferentes, confere a eles poder de negociação, que gera potencial de permutas em vários municípios. Na semana passada, Anderson e André Ferreira foram recebidos por André de Paula na Câmara Federal. Na pauta, as eleições municipais e as ações que vêm sendo desenvolvidas em Jaboatão. André integra a Frente Popular e tem o nome ventilado para concorrer à Prefeitura do Recife. Em Jaboatão, o PSB ainda não bateu o martelo sobre o nome que encabeçará a chapa majoritária, embora a deputada estadual Gleide Angelo seja cotada. Assim, o PSD caminha na direção do apoio a Anderson Ferreira, que deve ser formalizado depois do Carnaval.

Câmara: "Só lamentar!"
Indagado sobre o caso do senador Cid Gomes, que acabou baleado por policiais militares após tentar furar bloqueio do movimento grevista na cidade de Sobral, o governador Paulo Câmara, à coluna, devolveu: "Não há o que falar, só lamentar!". Considera a situação "complicada". Em Pernambuco, o governo concedeu reajustes às polícias em 2017, 2018 e 2019.
Gatilho > O caso de Cid Gomes, relacionado à pressão das polícias por reajustes, acendeu o sinal amarelo em governadores, atentos ao movimento do gestor de Minas Gerais, Romeu Zema, que concedeu 41,7% de aumento a servidores da Segurança Pública. Há quem avalie que Zema "botou lenha na fogueira". Outros têm dito que a atitude "passa a imagem que ele está perdido, sem rumo!".
Assistência > Presidente da Amupe, o prefeito de Afogados da Ingazeira, José Patriota avalia que a proximidade de Onyx Lorenzoni com o presidente Jair Bolsonaro "pode até ajudar" na pasta da Cidadania. Registra que esperava que "fosse render mais" a gestão de Osmar Terra. E avisou que vai solicitar agenda com Onyx no sentido de recompor o orçamento para a área social.
Susto! > Secretário da Casa Civil do governo Paulo Câmara, José Neto precisou se submeter a um procedimento de saúde nos últimos dias, devido a uma arritmia cardíaca, ficou um breve período internado, mas já está de volta ao batente e se recupera bem.
Despedida > Na terça-feira depois do Carnaval, no dia 3, quando o Congresso retoma as atividades, o deputado federal Tadeu Alencar, líder do PSB, fará seu último pronunciamento como líder, transferindo cargo, simbolicamente, para Alessando Molon. "Agora, é só uma questão procedimental necessária", pontua Tadeu.
Sem fim > Em meio ao confronto entre Executivo e Legislativo diante das declarações do general Heleno, parlamentares têm definido a situação como uma “fase de acomodação que não passa”.
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário