AGORA NO BLOG...

terça-feira, 11 de fevereiro de 2020

André de Paula, do PSD, defende entrega de cargos nas gestões do PSB se partido tiver candidatura no Recife


O deputado federal André de Paula (PSD) defendeu que o partido entregue os cargos nas gestões do PSB em Pernambuco e no Recife se o PSD tiver candidatura própria na disputa pela Prefeitura do Recife.

André de Paula (Foto: reprodução do Facebook)


“Entendo, particularmente, que, se o partido tiver uma candidatura própria e se ela não é a candidatura do governo, o partido tem obrigação de entregar os cargos e sair (da base)”, disse André em entrevista ao blog.
Atualmente, o deputado estadual licenciado Rodrigo Novaes, filiado ao PSD, ocupa a Secretaria de Turismo de Pernambuco. Nos bastidores, sabe-se que Novaes foi uma escolha pessoal do governador Paulo Câmara.

“Como Rodrigo Novaes foi escolha pessoal do governador, cabe a ele fazer essa avaliação”, disse o secretário André de Paula ao ser questionado pelo blog.


Na Prefeitura do Recife, José Neves Filho (PSD) ocupa a Secretaria de Meio Ambiente.

A avaliação feita, nos bastidores, é de que o PSD não se sentiu contemplado como queria no primeiro escalão do segundo governo Paulo Câmara.
Na primeira do socialista, o PSD tinha o comando da Secretaria das Cidades, com Francisco Papaléo, e a presidência do Detran-PE, sob a alçada de Charles Ribeiro.


André de Paula tergiversou ao ser indagado sobre a insatisfação da sigla. “O partido ocupa um espaço importante, que é Rodrigo Novaes na Secretaria de Turismo. Ele tem feito um brilhante trabalho. A escolha foi pessoal do governo, não houve consulta ao partido. Mas, se houvesse a consulta, seria um nome irrecusável. Rodrigo merecia a oportunidade de que levássemos o nome dele ao governador”, afirmou.

Na semana passada, o deputado federal João Campos, apontado como pré-candidato do PSB no Recife, almoçou com André de Paula em um restaurante em Brasília e também presenciou a transmissão de cargo de André na sucessão da liderança do PSD na Câmara dos Deputados.


“Houve um gesto de João Campos em relação à gente. Mas a etapa da candidatura própria continua. Tive almoços com outros pré-candidatos ou que têm interesse em disputar, como Mendonça Filho e Raul Henry”, afirmou.

Apesar da proximidades com João Campos ter aumentado nas últimas semanas, André de Paula diz que a pré-candidatura própria do PSB no Recife está mantida neste momento, mas não descartou uma retirada e nem estimou prazo para uma definição final.

“As articulações continuam e as posições estão mantidas. Não seria candidato apenas por determinação do partido, pois também temos que discutir a cidade e os problemas do Recife. Hoje é impossível dizer se a candidatura está consolidada ou não, porque em política se cumpre etapas e a primeira delas é a construção, a atual”, frisou o deputado.


Fonte Blog do Jamildo


←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário