AGORA NO BLOG...

terça-feira, 28 de abril de 2020

Retomada das atividades no Recife será planejada por inteligência artificial


Uma parceria entre Prefeitura do Recife e o Porto Digital pretende mensurar os impactos do retorno das atividades econômicas na contaminação pelo novo coronavírus. O parque tecnológico irá criar um banco de dados para colher informações sobre a dinâmica de funcionamento da capital. Para criar essa estatística, serão levados em consideração o índice de isolamento por bairros, a quantidade de casos na cidade e a capacidade do sistema de saúde do estado, para analisar as consequências que o fim do isolamento terá diante da situação de crise sanitária provocada pela pandemia. Os dados técnico-científicos deverão orientar as decisões do município a partir de agora.

Solução desenvolvida pelo Porto Digital irá apontar estratégias mais seguras e rápidas de retomada da atividade econômica com segurança sanitária. (Foto: Divulgação/Porto Digital.)

Apesar de anunciar a estratégia, o prefeito Geraldo Júlio reiterou, durante coletiva de imprensa transmitida pela internet, na manhã desta terça-feira (28), que neste momento o isolamento social ainda é a principal forma de combater o avanço da doença. "Nós precisamos manter e ampliar o isolamento social, porque mesmo com esforço e meta alcançada em uma ação do Governo do Estado e da prefeitura com a criação de leitos hospitalares, o sistema de saúde está sendo muito pressionado. As mortes não devem ser relativizadas. Não são números, são pessoas, famílias, perdas definitivas", ressaltou.

A iniciativa leva em consideração o embasamento científico para avaliar os efeitos que o retorno gradual dos serviços terá sobre o número de casos da Covid-19. Os trabalhos seguem inicialmente até o final do ano, com níveis da retomada sendo implementados assim que a cidade atingir critérios que garantam segurança sanitária. Um grupo de profissionais irá gerir os trabalhos técnicos. Entre os pesquisadores estão Pablo Cerdeira, conselheiro do CESAR e professor da Fundação Getúlio Vargas e André Magalhães, professor do departamento de Economia da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Também fazem parte do projeto o presidente do Porto Digital, Pierre Lucena e Silvio Meira, presidente do conselho do Porto Digital e professor da UFPE.

"Isso será feito através de dados científicos, uma grande base de dados, em uma central que será montada no Porto Digital. A ideia é que a gente possa fazer essa saída com segurança e encontrar a melhor forma possível. Porque, de repente, em um determinado bairro as pessoas já possam sair, mas em outro ainda não por ter incidência da Covid-19. Isso será feito, obviamente, com base na ciência, nas informações fornecidas pela prefeitura e também com georreferenciamento porque isso é o que vai garantir que a gente possa retomar as atividades com segurança", comentou o presidente do Porto Digital, Pierre Lucena.

O serviço de banco de dados foi encomendado pelo município ao parque tecnológico para reunir o maior número sobre a dinâmica da cidade em diferentes aspectos. Serão combinadas informações a respeito do funcionamento da mobilidade, escolas, comércios, serviços, atividades para criar ferramentas que possam dar respostas baseadas nos cruzamentos de dados para ajudar nas decisões que precisam ser tomadas sobre a retomada das atividades. Para isso, o Porto Digital irá utilizar métodos estatísticos de análise de dados e problemas econômicos, previsão de cenários futuros e inteligência artificial.

"Nós vamos ouvir vários segmentos da sociedade em todo esse processo. Já convidamos especialistas para participar desse processo de discussão. A gente também está fazendo esse trabalho para somar o esforço que o Governo do Estado para que a retomada seja feita com o máximo de estudos e evidências científicas para que o resultado seja o melhor possível. O objetivo é analisar a relação da volta de geração de renda, do crescimento econômico, com as consequências na contaminação. Essa relação vai orientar todas as decisões que serão tomadas. Nós precisamos retomar as atividades da cidade, mas diminuindo ao máximo o risco de contaminação", explicou o prefeito.

Fonte Diario de Pernambuco


←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário