AGORA NO BLOG...

quinta-feira, 30 de julho de 2020

Em crise por conta do coronavírus, 800 escolas da rede particular devem fechar as portas em Pernambuco


Setor segue sem data definida para retomada das aulas presenciais


educacao

Devido a pandemia do novo coronavírus, pelo menos 800 escolas da rede particular de ensino devem fechar as portas em Pernambuco. Com as aulas suspensas desde 18 de março, as escolas particulares do Estado estão enfrentando um desafio e tanto para se manterem com as contas em dia. A crise também atinge as universidades particulares.
Em um colégio localizado no bairro do Parnamirim, 30% dos pais cancelaram as matrículas. Os outros 70% mantiveram os contratos. Um percentual considerado bem razoável diante da realidade de outras escolas. Mas, tem um detalhe, os pais que decidiram ficar ganharam um desconto de cinquenta por cento na mensalidade.
Iniciativa
Uma iniciativa ousada sobre os descontos, mas, a única encontrada pela empresária Flávia Lyra, que é a dona da escola. No final do ano passado ela investiu mais de R$ 300 mil nas obras de ampliação da unidade. Estava tudo dando certo quando de veio a pandemia.
A empresaria revela também que foi graças a iniciativa de reduzir o valor da mensalidade que ela conseguiu manter os pais adimplentes. E assim, continuar com as obras, com a escola aberta e com a equipe de funcionários.

Expectativa

A expectativa agora é pelo retorno às aulas. Nos colégios, os trabalhos para se adequar a nova realidade estão a todo vapor. Desde a instalação de pias, dispense com álcool em gel e tapetes sanitizantes. Mas, infelizmente nem todos os empresários do setor podem dizer o mesmo. Muitos colégios particulares estão em crise financeira.

Data de retomada será divulgada nos próximos dias

O secretário de Educação e Esportes de Pernambuco, Fred Amâncio, disse que a data para o retorno das atividades escolares no Estado deve ser divulgada nos próximos dias. Na ocasião, ele adiantou que a retomada das aulas vai aconteceu em etapas.
"A gente já tem um plano pronto. Divulgamos a semana passada o protocolo que será observado em escolas, tanto em educação básica como também em ensino superior e cursos livres. A gente espera, ao longo dos próximos dias, fazer a divulgação da data com relação ao início do processo de retomada que vai ocorrer em etapas", disse Fred.

Protocolo

O protocolo do Governo de Pernambuco para o setor de Educação já foi divulgado e contempla regras como o uso obrigatório de máscara por alunos, professores e funcionários e distanciamento mínimo de 1,5 metro dos estudantes em sala de aula são algumas das regras. Também a suspensão de esportes coletivos e de eventos presenciais.
Confira abaixo as determinações do Governo de Pernambuco para o setor da Educação:

Distanciamento social 

  • Manter pelo menos 1,5 m (um metro e meio) de distância entre os estudantes, trabalhadores em educação e colaboradores em todos os ambientes do estabelecimento de ensino;
  • Estabelecer o número de estudantes por turma, observando rigorosamente as normas de distanciamento 1,5m (um metro e meio) entre as bancas escolares, reduzindo a quantidade de estudantes se necessário;
  • Promover diferentes intervalos de entrada, saída e alimentação entre as turmas, com o objetivo de evitar aglomerações.

Prevenção/proteção

  • Utilizar a máscara de forma obrigatória e contínua por todas as dependências do estabelecimento de ensino, devendo ser observadas as orientações específicas quando se tratar de crianças até dois anos de idade;
  • Disponibilizar, para uso dos estudantes, trabalhadores em educação e colaboradores local para lavagem frequente das mãos, provido de sabão, toalhas de papel além da disponibilização do álcool 70%, em pontos estratégicos de fácil acesso;
  • Higienizar grandes superfícies com os seguintes produtos: hipoclorito de sódio a 0.1%; alvejantes contendo hipoclorito (de sódio, de cálcio) a 0,1%; dicloroisocianurato de sódio (concentração de 1,000 ppm de cloro ativo); iodopovidona (1%); peróxido de hidrogênio 0.5%; ácido peracético 0,5%, quaternários de amônio, por exemplo, o Cloreto de Benzalcônio 0.05%; compostos fenólicos; desinfetantes de uso geral aprovados pela Anvisa, observando as medidas de proteção, em particular o uso de
    equipamentos de proteção individual (EPI) quando do seu manuseio.

Monitoramento e educação

  • Elaborar cartilha de orientação sobre os cuidados básicos de prevenção do novo coronavírus para disponibilizar pela internet para estudantes, trabalhadores em educação e colaboradores;
  • Orientar estudantes, trabalhadores em educação e colaboradores dos estabelecimentos de ensino que apresentarem sintomas gripais, e os seus contatos domiciliares, a acessarem o aplicativo “Atende em Casa” (www.atendeemcasa.pe.gov.br). Durante o acesso, serão orientados sobre como proceder com os cuidados, inclusive sobre a necessidade de procurar um serviço de
    saúde.
  • Afixar as medidas de prevenção por meio de Materiais visuais nos estabelecimento de ensino.
TV Jornal
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário