AGORA NO BLOG...

segunda-feira, 27 de julho de 2020

Suspeito de estuprar sete mulheres e duas crianças é preso no Cabo de Santo Agostinho


Cumprimento de mandado de prisão preventiva ocorreu na quinta (23) e detalhes do caso foram divulgados nesta segunda (27). Entre as vítimas, estão duas crianças de 8 e 9 anos.


adolescente-menor_apreensao-estupro

Um homem de 31 anos foi preso no Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife, em cumprimento a um mandado de prisão preventiva após denúncias de estupros de vítimas de várias idades. Segundo a Polícia Civil, crianças de 8 e 9 anos também foram vítimas de violência sexual praticada por ele.

A prisão, ocorrida na quinta-feira (23), teve os detalhes divulgados nesta segunda (27) pelo delegado Rafael Duarte, titular das investigações, que começaram em 2019. O homem foi detido no mesmo local em que costumava abordar as vítimas, na Cidade Garapu, de acordo com o delegado.
“Ele deixava a mãe no trabalho por volta das 5h30, 6h, e, em seguida, abordava as vítimas. Ele também praticava os crimes à noite, mas a abordagem era mais comum pela manhã. Ele não seguia um padrão. As vítimas tinham 50, 30, 18 anos. Há até crianças. Ele sentia prazer em praticar esses crimes contra qualquer tipo de mulher”, relatou.
Apesar de ter confessado quatro dos nove crimes registrados pela Polícia Civil, a corporação associa ao homem os outros estupros denunciados pelas vítimas.
“Ele foi categórico ao negar os demais, mas as características físicas são as mesmas”, disse Duarte. Além de usar a mesma moto, a polícia também explicou que o homem usa aparelho ortodôntico e possui uma tatuagem de coroa na área do abdômen.
De acordo com a Polícia Civil, o homem, que trabalhava no setor de estoque de uma empresa não divulgada, abordava as vítimas em uma moto preta. Em algumas ocasiões, ele fingia estar armado colocando a carteira debaixo da blusa.
“Em alguns casos, ele dava em cima, passava uma cantada. Se ele visse que elas [as vítimas] correspondiam, ele achava que, a partir daquele momento, ele tinha o direito de fazer o que ele quisesse. Ele levava as vítimas para ruas desertas, construções abandonadas, para onde fosse mais prático”, explicou o delegado.
Após a prisão, ele foi encaminhado ao Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, no Grande Recife.
A polícia acredita que mais mulheres podem ter sido vítimas do homem. “A gente pede que essas vítimas compareçam à delegacia. Essas pessoas vão ter atendimento prioritário, que vai ser feito de forma adequada para a vítima se sinta segura ao denunciar o autor. Em nenhum momento ela vai ter contato novamente com esse homem”, disse o delegado.
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário