AGORA NO BLOG...

terça-feira, 22 de setembro de 2020

Mais da metade do dinheiro do combate à Covid-19 foi desviado por governadores e prefeitos, diz balanço da PF


Conforme consta no relatório da PF, de R$ 1,3 bilhões destinados para o enfrentamento, R$ 775 milhões foram desviados.






Um balanço divulgado pela Polícia Federal revela que mais da metade da ajuda destinada pelo Governo Federal para combater a Covid-19 foi desviada por governadores e prefeitos.

Com uma insistência por autonomia nas ações durante a pandemia do novo coronavírus, os executivos estaduais e municipais foram responsáveis, segundo a PF, pelo desvio de 60% da verba enviada, ou seja, mais da metade dos valores.

Ainda de acordo com o balanço da PF, os desvios foram aplicados na compra de testes rápidos, respiradores ou por meio de superfaturamentos em insumos básicos, as ações foram facilitadas por meio da lei de emergência, em que os governadores e prefeitos não necessitam de licitações durante o combate ao vírus.


Conforme consta no relatório da PF, de R$ 1,3 bilhões destinados para o enfrentamento, R$ 775 milhões foram desviados.

Operações por todo o país já acontece para apurar as corrupções. O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, foi afastado do seu cargo após ser pego em um esquema de corrupção na Saúde do Estado.

No Recife, foram seis operações da PF investigando compras sem licitações durante a pandemia. Uma delas trata-se da Terceira Fase da “Operação Apneia”, executada em conjunto com a Controladoria Geral da União, que decorre da investigação de irregularidades em contratos feitos através de dispensas de licitação pela Prefeitura de Recife, através da Secretaria de Saúde, para aquisição de ventiladores pulmonares em caráter emergencial, para combate à pandemia da covid-19.

As ações culminaram no afastamento da função pública do Diretor Financeiro da Secretaria de Saúde da Prefeitura do Recife.




Fonte Portal de Prefeituras



←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário